MENU

by • julho 3, 2011 • ResenhasComments (14)1517

[Resenha] A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón

A Sombra do Vento é quase sempre a minha resposta quando alguém me pede indicação de um livro muito bom para ler. O romance possui uma mescla acertada de gêneros que o torna capaz de agradar uma ampla gama de leitores. Não imaginava nem de longe o quão poético, misterioso e viciante seria, e devorei em pouco tempo página após página.

Ambientado em Barcelona no início do século XX, conhecemos o jovem Daniel Sempere, de 11 anos, que acorda em uma noite chuvosa, triste por não lembrar-se do rosto de sua mãe, já falecida. Seu pai, o maravilhoso Sr. Sempere, personagem extremamente cativante, o leva a um misterioso lugar conhecido por poucos: O Cemitério dos Livros Esquecidos, biblioteca labiríntica, meio gótica, visitada por um grupo extremamente seleto onde são deixadas obras raras e abandonadas, à espera de novos leitores.

Nessa noite fantasmagórica, em um dos seus muitos corredores, Daniel encontra o livro A Sombra do Vento, escrito por seu conterrâneo, Julián Carax, e não demora para vê-se completamente hipnotizado pela leitura. Numa busca mais apurada sobre o autor, ele irá se deparar com o mistério de seu desaparecimento e o fato de que alguém vem queimando todos os seus livros.

A trama é intricada, repleta de sentimentos, aventuras e, claro, o melhor em qualquer livro de suspense: uma investigação intrigante. As páginas são permeadas pelo enigma do sumiço do autor e a progressão do mistério vai adquirindo ares mais sombrios, com direito a capítulos reveladores que nos deixam presos a cada linha, ávidos por explicações.

Ao longo do livro é possível visualizar com bastante clareza a Barcelona da primeira metade do século passado e passear pelas suas ruas mais famosas descritas com riqueza de detalhes. Sua cidade-personagem é uma das coisas mais fascinantes. Não apenas os lugares reais, mas também os fictícios tornam-se queridos e apreciados pelo público. Quem não gostaria de visitar o Cemitério dos Livros Esquecidos? Ou comprar um livro na livraria Sempere?

Após A Sombra do Vento o autor lançou O Jogo do Anjo com alguns personagens e cenários em comum. Creio que o segundo, apesar da história ambientada anos antes do primeiro, será melhor apreciado se lido após o que o originou, tanto porque foi assim que o autor os escreveu, quanto por ser mais prazeroso conhecer o passado de alguns personagens já apresentados ao leitor. Foi uma surpresa perceber coisas que eu não fazia ideia na leitura anterior, ainda que o caminho contrário (e cronológico) faça todo o sentido e não prejudique em nada a leitura.

Numa reunião habilidosa de drama, mistério, comédia, romance, suspense e até um pouco de terror, Zafón acerta em todos eles e nos traz uma leitura inesquecível. Todo o elenco é envolvente, desde os mais coadjuvantes até os principais, incríveis em caracterização e peculiaridades. O autor nos emociona, nos faz rir, chorar e torcer pelos seus personagens distintos, mergulhados em diferentes relatos de histórias profundas e bem articuladas, com vidas que se entrelaçam ao decorrer da narrativa e que o autor teve a geniosidade de criar para o nosso deleite.

Ps. A narrativa é tão gostosa que torna-se impossível não separar um bloquinho e vários post-its para marcarmos as dezenas de passagens maravilhosas, poéticas e reflexivas.

“Uma das armadilhas da infância é que não é preciso se entender para se sentir. Quando a razão é capaz de entender o ocorrido, as feridas no coração já são profundas demais.”

“Alguém disse uma vez que na hora em que se pára para pensar se gosta de alguém, já se deixou de gostar da pessoa para sempre.”

“Um segredo vale o quanto valem aqueles dos quais temos de guardá-lo.”

“Nos meus sonhos de colegial sempre seríamos dois fugitivos cavalgando na lombada de um livro.”

“Cada vez que um livro troca de mãos, cada vez que alguém passa os olhos pelas suas páginas, seu espírito cresce e a pessoa se fortalece.”

“Os livros são espelhos: neles só se vê o que possuímos dentro.”

Título Original: La Sombra Del Viento
Editora: Suma de Letras
Número de Páginas: 399
Gênero: Romance/Suspense

Related Posts

14 Responses to [Resenha] A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón

  1. Aione Simões disse:

    Nossa, vocÊ escreveu a resenha de um jeito que, mesmo que você não tivesse deixado bem claro que ama o livro, daria pra perceber!
    Fiquei bem interessada e vou procurar ler logo que possível ^^
    Beijos!

  2. Olá Aione,
    Eu desconfio que esse É o meu livro preferido mesmo rs É que eu gosto de tantos que prefiro dizer “um dos”, mas todas as sensações e emoções que senti e ainda sinto ao falar da história, com certeza ultrapassam qualquer outra coisa que já tenha lido antes! Recomendo demais e espero que o leia pois tenho certeza de que não se arrependerá! ^^
    Bjs!

  3. Liana Cupini disse:

    Eu sou apaixonada por esse livro!!!

    =’;’=

  4. Ana Ferreira disse:

    Olá, Eduarda!
    Estava dando uma passada rotineira pela blogosfera e me deparei com o seu blog, especialmente, com a sua lindíssima resenha de “A Sombra do Vento”.
    Primeiramente, assim como você, este livro figura altivo entre os meus favoritos. Sou louca por ele, divido a história com as outras pessoas tentando explicar a elas o quão preciosa é a obra de Zafón.
    O escritor é genial, consegue dar vida, dar emoção a cada personagem que surge, desde os protagonistas, como Daniel e Júlian, por exemplo, aos mais coadjuvantes que, diga-se de passagem, só são coadjuvantes por aparecerem menos, não sendo assim menos importantes. Personagens estes como Penelope, pela qual senti imensa compaixão ao conhecer sua linda história de amor com Júlian, ou até mesmo Nuria, uma mulher melancólica que fez tudo por um amor não-correspondido. E aí temos Fermín, genialíssimo, um dos mais bem feitos aos meus olhos… Clara Barceló e o gosto de primeiro amor e desamor… Fumero, o vilão traumático, a crueldade personificada, o anticristo de nossa história. E ainda tantas outras dignas de minha simpatia e do lugar que ocupam em minha memória. Um livro fantástico, sem sombra de dúvidas.

    Beijinhos,
    Ana – Na Parede do Quarto

  5. Haaaaaaaa só eu que não li? 🙁

    Adorei! Quero muito ler este livro agora!

    Beeijos!

    Bia | http://www.livroseatitudes.blogspot.com
    Ps. Tem uma mega promo dos 7 rolando!

  6. Duda passa lá no GdL que tem meme pra vc!!!

  7. Anonymous disse:

    Nossa parece ser um livro muito interessante só pela resenha da vvoltade de ir correndo na livraria comprar parabéns pela otíma resenha.

  8. Ai que lindo! Adorei, vou procurar ele em espanhol.
    Beijos.

  9. Camila Morais disse:

    Li esse livro por indicação SUA (assim como vários outros!!!) e compartilho a admiração pelo autor e pela trama! Leitura envolvente!! Difícil mesmo foi ler a última página!!

    Linda resenha! Dá vontade de mandar pro Zafón!! heheh!

    Bjs duda!!

  10. Nossa, fiquei ainda mais curiosa pra ler esse livro!

  11. Olá tamben esta na minha lista dos preferido mas esta naquela lista que só quem tem o abto de ler sabe a lista dos inesqueciveis é nota 10 ….kkk

  12. A Voz !!!! disse:

    Olá tamben esta na minha lista dos preferido mas esta naquela lista que só quem tem o abto de ler sabe a lista dos inesqueciveis é nota 10 ….kkk

  13. Duda,
    Eu li esse livro no mês passado e fiquei apaixonada! Eu já tinha lido Marina, mas A Sombra do Vento é incomparável. Eu fiz uma resenha no meu blog sobre o livro e quando li a sua fiquei assustada com a quantidade de coisas parecidas que a gente escreveu! Hahahahaha. Juro que não não foi plágio, viu? Eu só fui ler sua resenha hoje (ótima, por sinal).
    Link para o post:
    http://maquiadanalivraria.blogspot.com.br/2014/01/a-sombra-do-vento-carlos-ruiz-zafon_8721.html

  14. Duda sua incrível capacidade de escrever resenhas perfeitas me surpreende, eu não esperava tanto do livro, inclusive não tinha vontade de ler o mesmo … até ler sua resenha! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *