MENU

by • agosto 25, 2011 • ResenhasComments (19)1799

[Resenha] Eu Sei O Que Você Está Pensando, de John Verdon

Sou fã de investigações policiais. Saber o que se passa na mente de criminosos e/ou serial killers  é um grande mistério e é justamente a tentativa de estudá-los mais a fundo, a busca desse conhecimento para entender como funciona a cabeça de uma mente tão distorcida, que acho extremamente fascinante.

Eu sei o que você está pensando traz um famoso detetive de homicídios da polícia de Nova York, agora já aposentado, que não consegue manter a cabeça longe dos crimes. David Gurney é uma mistura bem elaborada de detetives conhecidos que acabou criando identidade própria e deu certo. O personagem é repleto de características comuns: desejos, temores, erros, defeitos, qualidades, virtudes e, ainda assim, consegue ser excepcional e único ao seu modo.

O autor acertou em cheio ao criar um protagonista tão humano. Atormentado por não conseguir sossegar a sua mente nem por um segundo, é justamente essa característica que o torna especial e bom no que faz; ele racionaliza tudo que é dito pelas pessoas, suas atitudes, seus gestos, e é especialmente sagaz em perceber aquilo que não se encaixa, aquele desvio de comportamento e de lógica em uma situação apresentada.

Todas as características citadas, apesar de terem contribuído para torná-lo um dos policiais mais bem conceituados da área, não foram nem um pouco saudáveis para sua vida pessoal e ele vive imerso em um casamento onde a esposa é infeliz, justamente por essa falta de atenção da parte dele, além de atormentado por sua parcela de culpa na morte do filho pequeno. Quando a vida do detetive começa finalmente a aquietar um pouco, ele recebe a visita de um antigo colega que pede ajuda para descobrir a identidade da pessoa que está lhe enviando cartas anônimas e aterrorizantes. Em uma das cartas a seguinte frase:

“… Pense em qualquer número de um a mil – no primeiro número que lhe vier à mente. Visualize-o. Agora veja como conheço seus segredos. Abra o envelope pequeno.”

Para surpresa do destinatário, o remetente da carta consegue acertar o número pensado. Um número sem qualquer significado para Mark, escolhido completamente ao acaso. Outra carta na qual o misterioso escritor consegue novamente realizar o feito leva Mark da apreensão ao completo terror, principalmente quando algumas pessoas começam a morrer em situações completamente bizarras e inexplicáveis. A habilidade do famoso detetive aposentado será mais uma vez posta à prova em uma investigação digna dos melhores livros policias.

“Mas seria improvável. Mesmo assim, suponha só por um momento… Citando Sherlock Holmes: “Quando você elimina o impossível, o que restar, por mais improvável que seja, deve ser a verdade.”

Uma das partes que mais gostei foram as reuniões onde o grupo responsável pelo caso reunia-se para debater e criar hipóteses e teorias sobre o crime. Nota-se que foi tudo muito bem pesquisado e que o autor, além de conhecimento de causa e atenção aos detalhes, possui uma grande imaginação capaz de criar uma trama extremamente envolvente e misteriosa.

Já no seu primeiro romance, Verdon consegue, com sua escrita hipnótica e rápida, conduzir a trama com maestria, onde nos vemos inseridos em meio a crimes aterradores, ansiosos, sedentos pela explicação. O caso vai sendo delineado de forma muito bem arquitetada e habilmente conduzida, trazendo ao leitor um relato super envolvente sobre o funcionamento interno de uma investigação criminal, desde o protocolo e passos da perícia na cena do crime, até um mergulho dentro da mente tortuosa de um assassino sádico.

“- Holmes (dessa vez uma referência a uma pessoa real, Ronald M. Holmes) classificou os assassinos em série segundo suas motivações – continuou ela. – O tipo que é impelido por vozes imaginárias; o tipo que está numa missão para livrar o mundo de algum grupo de pessoas intoleráveis: negros, gays, o que quer que seja; o tipo que busca o domínio total; o que busca emoções fortes e obtém a maior delas matando; e o assassino sexual. Mas todos têm uma coisa em comum…”

Título Original: Think of a Number
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 352
Gênero: Romance policial/Suspense
Cedido em parceria com a Arqueiro

Related Posts

19 Responses to [Resenha] Eu Sei O Que Você Está Pensando, de John Verdon

  1. Aione Simões disse:

    Oi Duda!

    Primeiro, como você, eu também amo essa temática de serial killers e por isso amo livros sobre o assunto! Aliás, fiquei bem curiosa sobre esse que você disse ter sobre histórias reais!

    Quanto a esse livro, eu fiquei morrendo de vontade de lê-lo! Acho que eu também adoraria ler essa parte das reuniões, porque deve ser muito interessante analisar todas as hipóteses!
    Vou aguardar com certeza a promoção!

    Ah, e essa frase de Holmes, sobre eliminar o impossível e restar a verdade, também aparece em “Quando ela se foi” hehe
    Deve ser um Quote favorito de escritores do gênero ^^

    Beijão!

  2. ALINE T.K.M. disse:

    Também adoro livros com serial killers! Acho particularmente fascinante todo o aspecto psicológico que permeia o enredo dos livros do gênero, então geralmente fico super empolgada quando começo a ler um livro do gênero.
    Ah, e claro que estou ansiosa aguardando a promoção do livro hehehe!!!

    Bjs,
    escrevendoloucamente.blogspot.com

  3. Sofia disse:

    Oi,
    que legal a resenha!

    Acho esses tipos de livro fantásticos, porém nem todos posso ler, né? Já dois livros do tipo, acredito que seje_, da Aghata Christie. Acho bem interessante como eles descobrem o crime, e todo o decorrer mesmo.

    Todas as faixas etárias? Hummm… ho ho
    Beijos

  4. Oi Duda!! Adorei sua resenha!! Agora estou mais curiosa pra ler esse livro!
    Também adoro esse tema, apesar de não conseguir ler seguida livros assim.
    beijos, Camila – Emoções em Páginas

  5. Ah, eu tenho um pavorzinho de serial killer. Mas é tipo assim, eu tenho medo de tudo, haha. Mas o serial killer, diferente dos fantasmas, eu acho algo mais real, então eu evito ao máximo. Ficou meio neurada achando que alguém vai entrar na minha casa. haha

    O livro parece ser até legal, mas acho que não leria.
    beijos!

  6. Anonymous disse:

    Uau nossa que resenha,nossa Eduarda a gente e muito parecida no jeito de pensar sobre esse assunto de Serial Killer gosto muito de ler e intender a cabeça deles,adoro livros policias sou fãs de Dexter,e vejo quando posso CSI.

    Jayane.

  7. tuhane disse:

    Adorei sua resenha!
    Fiquei com uma vontade imensa de ler o livro!

    Beijos!

  8. Nessa disse:

    Oi Duda!!
    Adorei sua resenha, parece que este livro é muito interessante!! Nesses ultimos dias tenho visto vários blogs com essa indicação!!
    Adorei as citações, acho que isso enriquece a resenha!! bjinhs
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

  9. Eu simplesmente me apaixonei por este tipo de livro, o que me fez amar a editora arqueiro. 😀

    Nossa, depois que li quando ela se foi estou morrendo de vontade de ler outros títulos do autor e da editora.

    Adorei sua resenha e agora eu quero ler esse!
    ‘Eu sei o que voce está pensando’ deve ser muito bom! Nossa!

    Beijos!

    Bia | Blog Livros e Atitudes

  10. Robledo Filho disse:

    Duda!
    Esse livro chegou aqui há algum tempo e eu cheguei a ler umas duzentas páginas, mas eu estava em ressaca literária (pelo menos acho que é esse o nome que dão àquele momento em que você não consegue se apegar a nenhuma trama, não consegue se interessar por nenhuma leitura), de forma que o meu passeio pela obra foi um pouco forçado e inadequado. Quando percebi que estava lendo “Eu sei o que você está pensando” da forma errada, abandonei o livro e me dei uns dois ou três dias de descanso, para curar a ressaca. Agora, já saí dessa fase e estou lendo um clássico, mas pretendo voltar ao livro resenhado assim que minha leitura atual chegar ao fim.

    Bom, eu confesso que essa história dos números não me atrai muito. Quer dizer, é absolutamente impressionante que alguém seja capaz de adivinhar o número que você tem em mente, mas eu acredito que havia muitas formas mais interessantes de dar o impulso inicial a essa história. Entretanto, assim como você, eu também sou um grande fã de histórias de serial killers, e por isso esse livro me pareceu particularmente interessante. A sua resenha está ótima e realçou vários pontos bem singulares (como a qualidade “humana” do detetive), e eu espero analisar o livro em breve, também.

    =*
    Livros, letras e metas

  11. Aline Lopes disse:

    Oi Duda!
    Ainda não tive o prazer de ler este livro mas pelo que vejo nas resenhas, é muito bom! e o autor tem títulos super interessantes.
    Adoro os livros da Ed. Arqueiro todos tem temas ótimos.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.
    Books E Desenhos

  12. Julia G disse:

    Duda, retribuindo a visita no Conjunto da Obra e seguindo! Gostei muito do blog, e a resenha está ótima!

    Não me atraía muito por esse livro, mas parei para ler sua resenha e realmente parece muito bom. Adoro romances policiais, e esse tem um mistério bem atraente.

    Ah, sem querer ofender, acho que uma pessoa que gosta tanto dessas histórias de serial killer também não pode ser muito normal.

    Beijinhos
    Conjunto da Obra

  13. Pãm disse:

    Como você eu adoro gênero policial, cheio de mistérios. São livros que realmente me prendem do começo ao fim. Inclusive estou lendo um livro que também tem um mistério e estou devorando ele!! O livro parece ser muito bom e gostaria muito de lê-lo. Estou louca pela promoção, quem sabe eu não sou a sortuda da vez, né?
    Beijos
    http://jovemleitora.blogspot.com/

  14. Esse livro parece ser muito bom e que prende o leitor desde o início da leitura. Adoro livros assim!

    Beijocas,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

  15. Naty disse:

    Gostei da resenha, quero ler esse livro, ele parece ser bem interessante ;D

    Bjoos;*
    Naty – Just Books!

  16. Ann Gominho disse:

    Estou louca para ler esse livro! Essa é a primeira resenha que leio sobre ele e só me deixou mais interessada…

    Beijos
    Ann .:. anngominho.blogspot.com

  17. RUDYNALVA disse:

    Duda!
    Agradeço o convite e cá estou acompanhando seu blog, que é interessante.

    Sua resenha está primorosa, cheia de detalhes e impressões, isso é importante.
    Gosto muito de livros com esse mote, principalmente por podermos analisar o psicológico de um assassino em série!
    Parabéns!
    cheirinhos
    rudy

  18. Anonymous disse:

    Your means of explaining everything in this piece of writing is truly fastidious,
    all be able to simply understand it, Thanks a lot.

    my web page: http://dietgreencoffeereview.com

  19. Anonymous disse:

    I every time used to read piece of writing in news papers but now
    as I am a user of web therefore from now I am
    using net for articles or reviews, thanks to web.

    Also visit my site Natural Cleanse Weight Loss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *