MENU

by • outubro 30, 2012 • ResenhasComments (44)3364

[Resenha] Feche Bem os Olhos, de John Verdon

Como fã de suspenses policiais, a narrativa de John Verdon já havia me cativado em sua estreia literária com o livro Eu Sei o Que Você Está Pensando, antecessor independente de Feche Bem os Olhos. Uma estreia em grande estilo, com uma escrita segura, inteligente e uma ótima história para contar; fiquei pensando que sendo esse o primeiro, imagine os posteriores.

Ao ler Feche Bem os Olhos pude constatar que as minhas expectativas estavam certas e o livro não é apenas um maravilhoso exemplar do gênero policial, como conseguiu superar seu antecessor. Já havia explicitado na resenha anterior algumas das características responsáveis por tornar o detetive Gurney um dos melhores da literatura, mas, acima de tudo, destaco a forma como ele foi delineado: um homem real, palpável, inteligente, com uma mente afiada, passível de erros, cheio de falhas, atormentado, fascinante. Se alguém me dissesse que o Gurney foi baseado em uma pessoa de carne e osso, eu não duvidaria por um segundo sequer.

“Gurney era atraído quase fisicamente para os mistérios policiais e o processo de descobrir as pessoas que estavam por trás deles. Era uma força muito mais primitiva e poderosa do que aquela que o fazia tirar as ervas daninhas do canteiro de aspargos. As investigações de assassinato atraíam sua atenção como nenhuma outra coisa conseguia.”

Este é apenas um dos pontos responsáveis por fazer deste livro uma leitura tão fascinante. Sabe aquele crime impossível que desafia a imaginação, onde nenhum dos meros mortais tem sequer ideia do que aconteceu ou por onde começar a investigar? É a hora que o detetive entra em cena, em uma investigação intricada onde os pormenores são avaliados de uma forma tão interessante e hipnótica que o leitor se sente parte da investigação como se estivesse acompanhando-a pessoalmente. Neste caso, o ambiente do acontecimento é a festa de casamento da jovem Jillian, encontrada decapitada por um facão pouco antes do brinde nupcial.

Uma das coisas que mais gosto em tramas policiais é quando vamos percebemos que nada é o que parece. São aqueles momentos que precedem uma grande revelação, um lapso de intuição, até um certo arrepio na espinha na expectativa do que irá acontecer. Estas são características não tão fáceis de encontrar, e que o Verdon domina bem. Acrescente a isto um mistério intrigante e você terá em mãos um livro difícil de largar.

A investigação pode parecer lenta em determinados momentos, mas a habilidade do autor é tamanha que esse ritmo é indispensável para nos passar os detalhes importantes, a sensação de que a trama é verossímil, que os personagens tomaram vida. O livro não se torna monótono em momento algum, pelo contrário, a narrativa é de ritmo contínuo com capítulos curtos, sinalizados não apenas por números, mas por títulos interessantes, uma prévia do que o leitor encontrará nos próximos parágrafos.

Uma trama repleta de ramificações, extremamente bem conduzida, que desafia a mente do leitor ao indagá-lo, juntamente com o protagonista, sobre as possibilidades, teorias e vertentes do crime, incitando-o a analisar gestos e atitudes através de olhares críticos; a procurar, quase sem querer, significados ou motivações ocultas e tentar entender como tudo aconteceu e o porquê. Feche Bem os Olhos possui todas as características indispensáveis a um ótimo suspense policial, responsáveis por diferenciá-lo e transportá-lo direto para as leituras obrigatórias de todos os amantes (ou curiosos) do gênero.

Título Original: Shut Your Eyes Tight
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 432
Gênero: Romance policial/Suspense
Cedido em parceria com a Arqueiro

Related Posts

44 Responses to [Resenha] Feche Bem os Olhos, de John Verdon

  1. Aione Simões disse:

    Concordo com você em cada palavra, querida!
    Eu havia gostado do primeiro, mas nada que tivesse me feito dizer: uau. Achei um livro inteligente e muito bom. Esse superou toda e qualquer expectativa!
    O livro é mesmo mais lento em alguns momentos, mas nada monótono. E também acreditaria se dissessem que Dave foi inspirado em alguém, ele é tão real! Aliás, acho incrível o relacionamento dele com a Maddie por isso!
    Enfim, amei! O que mais vier dessa série, estou lendo!
    Sua resenha passou muitíssimo bem a excelência do livro 🙂
    Beijão!

  2. Igor Gouveia disse:

    Duda 🙂

    Adorei a sua resenha! Minha estante agradece por mais uma indicação e possível novo membro. Já o meu bolso […] Pois é, deixa pra lá.

    Ainda não li nada desse autor. E por mais que esse livro seja independente, quero começar com o primeiro. Já coisas muito boas dele.nE depois dessa resenha? Sem comentários. Em breve eles estarão em minha estante! haha

    Abração! 🙂

  3. Allê Kércya disse:

    Oi Duda! Gosto bastante de suspense policial e eu quero muito iniciar a leitura desse livro, que bom que não é nada monótono,isso já é bem positivo.

    Beijos!
    http://beyondofbooks.blogspot.com.br/

  4. Nossa, que resenha empolgante.
    Não esperava que esse livro fosse tão bom. Adoro romances policiais, e este será mais um pra lista.
    bjos

  5. Ok. Se já era uma leitura obrigatória, mais uma vez você conseguiu deixar essa obrigação ainda maior – minha lista aumenta tanto por causa de você, Duda kkkkk. Acho que deixar o personagem tão real apenas ajuda a fazer com que a leitura se torne mais intensa, algo que, não sei você, mas encontrei com Alex Cross e também com o Bolitar (acredito que você ainda não leu Harlan, mas aproveito para recomendar mais uma vez).
    O crime parece ter algo diferente e sinto que, talvez por isso, “nada é o que parece”. Com certeza é um livro, e autor, que pretendo ler o mais breve possível, já que sou um amante do gênero.

    Ótima resenha, Duda!
    Beijos!

  6. WilLDuarte disse:

    Ei Duda! (:
    A sua é a segunda resenha desse livro que leio, sendo que a primeira não havia sido tão positiva. De qualquer maneira tenho muuita vontade de ler alguma coisa do John Verdon. Quero começar, claro, por Eu sei o que você está pensando. Me apaixonei pela sinopse dele desde que li pela primeira vez.
    E pode ter certeza que sua resenha me fez tirar qualquer má impressão que eu poderia ter do livro. Também quero muito lê-lo. Abraço! (:

  7. Também sou fã deste gênero de livro e muito interessada nesta leitura.
    Bjs, Rose.

  8. Angélica Roz disse:

    Nossa, Duda!! Então preciso ler o primeiro logo!
    Ainda não li nenhuma obra desse autor…
    Agora você me deixou empolgada!! 😀

    Beijos!

  9. Ameeei sua resenha e agora NECESSITO deste livro!
    Depois de me apaixonar pelo Harlan Coben e por livros do gênero, vivo na esperança que um caia na minha mão para eu devorar.

    Gosto dos livros do Harlan porque seus personagens parecem ser reais, igual ao que você descreveu aí na resenha, e por este motivo acho que já gostei da história deste livro.

    E trama parece ser bem bolada, este assassinato na festa de casamento parece bastante cruel, mas planejado, o que dá uma vontade BEM GRANDE de querer saber os motivos disso ter acontecido.

    Parabéns pela resenha, espero ler o livro o quanto antes!

    Beijos
    http://www.livroseatitudes.com.br

  10. Aline Coelho disse:

    Simplesmente amei sua resenha e fiquei louca para ler o livro o qnt antes. Parabéns pela organização das suas idéias e da bela escrita, tava sentindo falta de seus textos. Voltei!!!! Bjos

  11. Confesso que não me interessei por Eu sei o que você está pensando por causa do título e da capa. E acho que já tinha lido uma resenha, e fiquei com uma impressão negativa. Então, mas Feche bem os olhos tem uma capa linda e você mudou completamente minha perspectiva sobre o autor.
    Para começar, eu adoro um bom suspense mas tenho a impressão que não leio tantos quanto queria. No meio de tantas criaÇões, hoje já é raro encontrar um detetive que se destaque por ser bem desenhado, real e inteligente. Já senti que é um detetive carismático (estou enganada?) que envolve o leitor.
    Beijocas!

  12. Clara Lopes disse:

    Nunca li nada desse gênero ,nem desse autor mas sempre tive bastante curiosidade e esse me chama atenção.

  13. Neny disse:

    Um dos generos que mais amo é o investigativo-policial alias tenho varios nesta linha, amo amooo.
    Deste autor eu ainda não tive a oportunidade de ler nada, mas assim como sua resenha e muitas que ja li, este autor escreve muito bem o genero, exatamente por isso esta na minha lista de desejados, beijos.

  14. Gustavo disse:

    Adoro livros de suspense policial, acho muito interessante, estes livros deste jeito deixa a gente viciado em ler eles, as paginas passsam voando, adoro livros assim, gostei muito da resena, fiquei super curioso para ler , rs

  15. Sofia disse:

    Faz algum tempo que desejo o primeiro livro do autor, agora preciso de ambas suas obras, haha! Como acabei de terminar um livro da Agatha Christie estou meio que no momento “romances policiais”! Assim como você, uma das coisas que mais gosto no gênero é a forma como a cada momento nos surpreendemos, aquela expectativa… Ótima resenha, como sempre! :p

    Beijoss

  16. Elis Miranda disse:

    “Uma das coisas que mais gosto em tramas policiais, é quando aos poucos vamos percebemos que nada é o que parece. São aqueles momentos que precedem uma grande revelação que chega nas horas mais impróprias, um lapso de intuição, até um certo arrepio na espinha na expectativa do que irá acontecer.”

    É disso que gosto em um livro policial, ai que quero demais ler, porque anda difícil não conseguir desvendar os mistérios antes do fim… rs

  17. Mariana disse:

    Duda, esse gênero de livros é muito bom, mas é difícil algum se sobressair tanto assim. Estou muito curiosa em relação a ele, principalmente depois da sua resenha. Eu não li o outro livro dele, mas não é continuação, né? Parabéns pela resenha ótima, como sempre 😉

  18. cristiane disse:

    Doida pra ler esse livro! Adoro o gênero, adorei as resenhas que vi e o livro promete uma ótima leitura. Amei *-*

  19. Oi Duda

    Eu diferente de você, achei que um 2º poderia ser parecido ou inferior ao 1º, fico feliz em saber que esteja ainda melhor. Eu adorei o outro pelo caso impossível, muito bem bolado. Com certeza vou querer ler esse.

    Bjus

  20. Raúla Yasmin disse:

    Oi 🙂
    Adorei a sua resenha, me fez ter vontade de ler o livro. Gosto bastante desse gênero, mas confesso que é difícil encontrar o livro que prenda e nos deixe sem fôlego, preocupados com o que vai acontecer. Também gosto quando descubro que nada é como eu havia pensado, às vezes fico decepcionada, haha, mas é incrível como tudo muda e você pensa: poxa, como eu não pensei nisso?
    Espero ter a oportunidade de lê-lo, parece ser realmente bom 🙂
    Beijos!

  21. jayane disse:

    Já tinha lido a primeira resenha do john verdon e adoro suspense mas depois esqueci completamento do livro depois de ler essa resenha pretendo comprar os dois.

  22. VANESSAANGELQ disse:

    Resenha interessante,gostei do clima de suspense,me deu vontade de ler o livro.Gosto desse gênero,que prende a atenção do leitor e nos deixa curiosos para saber o que vai acontecer no final

  23. Vanessa disse:

    Infelizmente nunca li nada de John Verdon, aliás, a Arquerii me parece etar vindo com livros cada vez melhores neste gênero de livros policiais.
    Um livro de investigação que desafia a mente do leitor é sempre uma boa pedida para leitura principalmente quando o autor consegue ir nos enganando e surpreendendo a medida que avançamos.

    Um beijo

    Vanessa – Blog do Balaio

  24. millacneves disse:

    Suspense policial é um dos meus gêneros favoritos, então nem preciso dizer que fiquei super empolgada para ler, ainda mais com essa resenha ma-ra! hahaha

  25. Manu Hitz disse:

    Gosto muito de histórias bem ‘costuradas’, onde as coisas vão se encaixando e tudo vai fazendo sentido. Não pode ficar brechas, principalmente em suspenses.
    Atualmente estou bem interessada em suspenses e, apesar de não ter lido ainda o J. Verdon, ele está na minha lista de desejados, ao lado de Harlan Coben e Lisa Gardner.

  26. Super curiosa pra ler o livro, me chamou muita atenção! E parabéns pelo blog!

  27. Grace disse:

    Em primeiro lugar parabéns pela resenha, muito bem escrita!!!!!
    Pela sua descrição fiquei bastante curiosa, pois adoro suspenses policiais, foi esse gênero, que fez com que eu me apaixonar pela leitura. Adorei também, pois, me lembra muito os livros do Sidney Sheldon, meu autor favorito!!!!! Enfim participando, e espero desta vez ganhar, porque pra promoçoes eu sou um azar só, num ganho nem havaianas sem as tiras!!!!!

  28. Genilda Silva disse:

    Ainda não inaugurei minha leitura de livros policiais, espero gostar da trama que é digna de filme!

  29. Cris Aragão disse:

    Eu adoro livros policiais e já estou de olho nesse livro há algum tempo. Que bom saber que ele é tudo o que eu espero de um bom policial, que tem personagens verossímeis e uma história que faz todo sentido e com detalhes muito bem tramados, eu não gosto muito desses policiais com ritmo vertiginoso porque geralmente privilegiam a ação sobre a investigação então tenho certeza de que o ritmo desse livro é exatamente o que eu aprecio e que dá para curtir cada detalhe e como ele se encaixa na história.

  30. Gabriela disse:

    Adoro livros policiais, gostaria de ler este…

  31. Nardonio disse:

    É tão bom quando um autor que faz sucesso logo no primeiro livro, escreve o segundo e consegue manter ou até superar o sucesso do primeiro, não é?!?!
    Eu já sou fã do gênero, e você escrevendo uma resenha dessa, só me faz deixar mais curioso pra ler esse livro o mais rápido possível.

    @_Dom_Dom

  32. Jeni Viana disse:

    Que resenha, hein? Curti!
    Já havia visto esse livro faz tempo no skoob, mas nunca me interessei em procurar mais informações do mesmo. É a primeira resenha que leio sobre ele e me deu vontade de lê-lo, por ter tamanho suspense! Até porque ando precisando de leituras menos monótonas e mais agitadas, sabe?

    Disse que ia voltar a visitar e aqui estou!
    docesabordoslivros.blogspot.com

  33. Adoro livros de suspence policial, que faz com que fiquemos com aquele frio na barriga, no desenrolar dos acontecimentos… e esse livro parece ser otimo nesse quesito.. quero muuito lê-lo..

  34. A Arqueiro parece estar investindo tudo nesses romances policiais. De Patterson, Coben, Baldacci e esses outros menos conhecidos no Brasil.
    Eu a admiro por isso, porque enquanto a maioria das editoras segue a “moda dos anjos”, a Arqueiro vai pela contra-mão, rebuscando o sucesso que a literatura policial alcançou no século passado.
    Adorei a resenha, Eduarda!
    Beijo!

  35. Amei a resenha e estou louca pra ler este livro… Adorei Eu sei o que você está pensando e, tenho certeza que vou me apaixonar pela “continuação”… Super fã de John Verdon…

  36. Gosto de romances policiais e não li nenhum livro do autor. A resenha é instigante e induz a leitura.

  37. Mary E. disse:

    Pela sua resenha acho que eu iria gostar bastante desse livro. Romances policiais são simplesmentes fascinantes. Espero ler esse livro rapidamente.

  38. Ariana Alves disse:

    É gostoso quando descobrimos novos autores que conseguem fazer com que vc fique intrigada como o gênero policial deve ser.
    Adorei saber que este consegue.

    Bjus!

  39. Kayla Alves disse:

    Ao que parece vou adorar esse livro, vou ler ininterruptamente(o que der, rss), vou apostar nesse tipo de genero, pra variar um pouco, e sem arrependimentos!

  40. Jessica disse:

    A resenha eu gostei agora so falta comprar o livro

  41. Eu já tinha visto o livro antes, mas nunca parei para prestar atenção na resenha do livro e com essa resenha com certeza eu quero ler o livro. Adoro romances policiais assim como você, e amo descobrir o que há por trás dos casos e pessoas. Assim como o detetive Gurney, sou atraída por mistérios policiais.
    Beijos!! 🙂

  42. Gosto de gênero literário, mas não conhecia esse livro nem o autor. Gostei demais da sua resenha, está muito boa. Espero vir a ler esse livro em breve.

  43. Lucassuzena disse:

    Quase que eu comprava esse livro semana passada … Tava pressentindo que iria ganhar ele aqui no “book-addict”, rs. E por falar nisso, compre o livro “A caçada” do Clive Cussler, espero que o Post Mortem seja igualmente bom. Sou mega fã de thriller policial, espero ter a sorte de ganhar esse ! (Muito bom o blog… )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *