MENU

by • janeiro 20, 2013 • ResenhasComments (51)4293

[Resenha] A Melhor História Está Por Vir, de Maria Dueñas

Maria Dueñas é mundialmente conhecida pelo estrondoso sucesso de O Tempo Entre Costuras, seu primeiro romance. A Melhor História Está Por Vir, seu sucessor, é o primeiro livro que leio da autora, então não farei nenhuma das comparações geralmente esperadas quando uma obra sucede tamanho sucesso em vendas e críticas.

Algumas pessoas nascem com o dom da escrita e este é o caso de Dueñas. A sua narrativa é extremamente rica, tanto em vocabulário quanto em contexto histórico/social, claramente resultado de longas pesquisas para construir algo digno de qualidade e conteúdo para os leitores. A autora tem um grande domínio de personagens, bem delineados, reais, repletos de problemas, traumas, feridas e a determinação férrea de seguirem em frente.

“Pela primeira vez na vida tive consciência de como são frágeis, na realidade, as coisas que julgamos permanentes, da facilidade com que o estável se racha e as realidades podem evaporar com um sopro de ar que entra pela janela.”

Blanca Perez, protagonista da história, é uma professora espanhola, recém divorciada, deixada pelo marido por uma mulher mais jovem. Afogada em mágoas, desesperada por uma mudança de ares, ela aceita uma oferta de emprego na Califórnia, sem saber muito bem o que a espera em seu trabalho, aparentemente burocrático, de organizar o legado de um falecido professor espanhol.

Dotada de competência e uma certa indiferença, ela começa a organizar os papéis, ao mesmo tempo em que conhece e faz amizade com algumas personalidades locais, como o charmoso Daniel Carter, ex-pupilo do falecido e figura de extremo prestígio intelectual. Cada vez mais afogada no trabalho, começa a descobrir o homem por trás da figura emblemática do professor esquecido e percebe que talvez exista um significado mais importante naquilo que está fazendo.

“Falou de perda e exílio, de letras desterradas e do cordão umbilical da memória; esse que, apesar das montanhas e oceanos que acabam separando as almas dos sóis da infância, jamais se rompe.”

Três vidas notáveis se entrelaçam ao longo do livro com capítulos alternados em primeira e terceira pessoa. Passado, presente, Estados Unidos e terras distantes da Espanha pós guerra são visitados constantemente, apresentando aos leitores um mix de personagens distintos que tiveram suas vidas interligadas através da implacável força furtiva, cruel e conciliadora do destino. O talento da autora é perceptível, de outra forma o enredo de Missão Olvido (título original e mais apropriado, na minha opinião), careceria de força suficiente para entreter o leitor, apenas possível pelo background e mãos firmes de uma habilidosa contadora de histórias.

Estou super ansiosa para conferir o livro mais famoso da autora que, ao que tudo indica, é ainda melhor e mais impactante do que este. A Melhor História Está Por Vir é agradável, interessante e reflexivo em determinados momentos, mas carece da força impactante e atordoante que estava esperando encontrar, talvez um tanto injustificadamente, pois não é que decepcione em qualidade, e sim mais por conta do arrebatamento causado pelo, já citado, volume anterior. A autora é constantemente comparada ao Carlos Ruíz Zafón pela escrita hipnotizante e, apesar da minha clara predileção em níveis mais elevados ao escritor barcelonês, o elogio não é injustificado.

Título Original: Misión Olvido
Editora: Planeta
Número de Páginas: 352
Gênero: Romance
Cedido em parceria com a Planeta

Related Posts

51 Responses to [Resenha] A Melhor História Está Por Vir, de Maria Dueñas

  1. Renata disse:

    A curiosidade pelo estilo da autora é grande, adorei a resenha. Acho que farei como você, vou ler o livro menos impactante para depois ler O Tempo Entre Costuras. Ab.

  2. Amanda.. disse:

    Não conhecia o livro, nem a autora, gostei bastante da resenha e dos trechos que selecionou, muito bom saber que foi bem escrito, com uma rica pesquisa,com uma historia com personagens bem construídos.. muito bom mesmo..

  3. Tiago Vieira disse:

    Oi Duda! Que livro interessante.
    É muito bom quando lemos uma obra bem escrita que deve ter passado por um processo de pesquisa e preparação muito grande.
    Gostei da autora e espero dar uma chance para esse livro em breve.
    Ótima resenha!

  4. Ana Ferreira disse:

    Duda, comparar um autor a Zafón não é pouca coisa, heim? Fiquei sabendo da Maria Duenãs através de você e, desde então, estou bem curiosa para ler um livro dela.
    Deu para notar pelos fragmentos selecionados que a narrativa é bem característica, muito bem redigida e envolvente. Uma pena que você tenha sentido falta de um algo a mais.
    Excelente resenha!
    Beijão!

  5. Planet Pink disse:

    Mais uma maravilhosa resenha, Duda!
    Também conheci a autora através de você e agora fiquei com mais vontade ainda de ler dos seus livros. Esse parece muito bom.

    Beijos!

  6. Aline T.K.M. disse:

    Ai, ontem mesmo vi esse livro na Fnac, peguei, folheei, mexi, remexi, enfim… Fiquei muito tentada a levá-lo. Só não o fiz porque minha fila de leitura está imensa, não tenho mais onde por livro e não estou querendo comprar mais enquanto não fizer a fila andar um pouco (salvo raras exceções). Mas é fato que eu quero muito esse livro e sua resenha me deixou ainda mais ansiosa para lê-lo. Gosto muito de enredos com histórias que se cruzam, seja na literatura ou no cinema.

    Bjs
    LivroLab.blogspot.com

  7. Caroline Curi disse:

    Apesar de parece ser um livro muito bom e bem escrito, não me despertou muito interesse. 🙁

    Beijos
    http://www.carolinecuri.blogspot.com

  8. O Estilo de escrita do livro me chamou muito a atenção

  9. Eu ainda não conhecia a autora. Mas o livro me pareceu bem interessante Duda, acho que vou procurar saber um pouco mais dele, e futuramente ler 😉
    beijos

  10. Lili disse:

    Fiquei interessada em conhecer mais a autora, eu gostava e desgostava de Tempo entre costuras. Acabava nunca comprando. E apesar dessa ressalva de ficar faltando algo, eu gosto quando a escrita é tão bem fundamentada assim.

    liliescreve.blogspot.com

  11. Angélica Roz disse:

    Oi Duda!
    O Tempo Entre Costuras faz parte dos meus favoritos! 😀
    Por isso, estou louca para ler esse novo livro da autora.
    No entanto, acho nada a ver essa comparação com o Zafón! A narrativa de ambos é bem diferente. Além disso, a Dueñas escreve romances históricos. Já, o Zafón… é a aquela mistura toda que, normalmente, acaba dando certo. 🙂
    Enfim, não entendo por que o povo está fazendo essa comparação. O.o
    Beijos!!

  12. Alessandra disse:

    Me senti super desinformada agora, pois não conhecia a autora até então.

    Fiquei muito curiosa, quero conhecer logo a escrita da autora.

  13. Muito boa a resenha. Ai…Não conheci a autora e nem o livro, mas quero muito. Quem tem o dom das palavras merece prestígio sempre. Adorei.
    Beijos.
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

  14. barbara disse:

    ainda não conhecia a autora ,mais achei a resenha incrivel, muito lindo , uma coisa de louco amei!

  15. Aione Simões disse:

    Duda, se ela é comparada ao Zafón e você não discorda, é porque ela deve escrever muito bem.
    Fiquei curiosa pela leitura por conta da escrita da autora e por conta de toda a construção tanto da história quanto dos personagens; pelos seus comentários, devem ser excelentes.
    Uma pena que não seja tão impactante. Quem sabe na obra mais conhecida dela, né?
    Beijos!

  16. Suzi disse:

    Gostei muito da resenha não conhecia a autora e a historia dramática onde envolve a traição parece que esta bem colocada nesse livro..Zafón é demais né e se ela é comparada a ele a escrita dela deve ser o máximo tbm!!Espero ter a oportunidade de ler!!Bjus

  17. Mônica disse:

    Duda, eu não li O Tempo entre Costura, apesar de tê-lo na minha estante, mas eu adorei este livro. Achei um drama simples, mas muito profundo. Bjs

  18. Oii Duda!
    Ainda não conhecia a autora, mas pelos quotes percebi que a narrativa dela é realmente muito rica e interessante.
    Fiquei curiosa para conhecer a história da nossa protagonista Blanca Perez! ^^
    E se a autora é comparada ao Zafón, então deve ser realmente ótima!
    Espero ter a oportunidade de conhecer a escrita da Maria Dueñas muito em breve.
    Ótima resenha! =)
    Beijos

    Elidiane – Leitura entre amigas

  19. Como citei recentemente aqui mesmo no blog, li apenas um livro da literatura espanhola e tenho grande interessante em continuar conhecendo. E mais uma vez você mostrou uma obra que até então desconhecia.
    Se a autora é comparada ao Zafón, que você tanto admira, deve possuir ainda mais elementos que possam agradar aos leitores e que provavelmente você não citou – ou não encontrou na obra especifica.
    Uma coisa que você citou e eu achei interessante foi “terras distantes da Espanha pós guerra”.
    Aparenta ser uma ótima dica e agora fiquei curioso para conhecer sua opinião sobre a obra de maior sucesso da autora – bem como para a comparação de ambas as obras.

    Beijos, Duda!

  20. Excelente resenha.Nunca tinha ouvido ou lido sobre esta autora.E sua resenha me ressaltou curiosidade para conhece-la.O livro me chamou atenção,pelo simples motivo de você dizer que a estoria é hipnotizante.Isso significa que a estoria é realmente muito boa.Gosto de livros que me prendam ate a ultima folha,e gosto também de livros que mostram um significado a mais para vida.
    Adorei sua resenha.

    Beijokas Ana Zuky

    sanguecomamor.blogspot.com.br

    PS:Sei que as vezes estamos tão cheias de leituras para por em dia,e se não bastasse nossa vida também temos que por em dia(kkkk).Mas quando sobrar um tempo venha visitar sua parceira 😉

  21. Gladys Sena disse:

    Nunca tinha lido sobre esta autora, espero ter a oportunidade de conhecer a escrita da Maria Dueñas muito em breve.

  22. Ola Eduarda, tudo bem?
    Não conheço nenhuma das duas obras da autora, mas tenho vontade de ler, por tantos elogios que fazem a obra dela. Espero poder conferir em breve, pois gosto de ler livro cujo autor consegue nos prender na estoria.
    Abraços,
    Amanda Almeida

  23. Michelle disse:

    Eu vi esse livro na loja e, de cara, a capa ganhou minha atenção. Só aí reparei que era da mesma autora de O Tempo entre Costuras, que já figura na minha lista de desejados há um tempinho. Saber que a escrita de Dueñas pode ser comparada à do Zafón aumenta ainda mais meu interesse. =)
    beijo

  24. Eu nunca tinha ouvido falar dessa autora, mas os livros dela parecem ser bem legais. Fiquei curiosa com essa história em específico… Não é o tipo de livro que eu amaria amaria, mas acho que eu iria gostar de ler ele.

    Beijos

  25. Julia G disse:

    Oi Duda, eu não conheço a escrita da autora ainda, mas realmente foi estrondoso o sucesso que seu outro livro fez. Eu, inclusive, li várias resenhas que me deixaram louca pelo livro.
    Este que você resenhou eu só vi uma vez no submarino, mas nem tinha ligado o nome à pessoa. Adorei tudo o que você escreveu, ainda que não tenha sido tudo o que esperava. Se a narração de Dueñas for tão mágica quanto à de Záfon, já vale a leitura.

    Beijos

  26. Alinne disse:

    Oi Duda.
    Ainda não li nada dessa autora, mas confesso que tenho curiosidade a respeito de suas obras, ainda mais por ela ser comparada com as de Zafón que é um ótimo autor na minha opinião! Antes de ler esse pretendo ler o primeiro da autora.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

  27. Sammysam Rosa disse:

    Ótima resenha. Eis uma autora que eu não conhecia, e pelo visto é uma autora que encanta com seus livros. Gostei do contexto da obra, pelo visto é um livro que vai fluir bem e emocionar o leitor!

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

  28. Não conhecia a autora,mas sou facinada por historias onde mulheres se encontram normalmente apos uma desilusão…se re-descobrem!Gostaria muito de ter a oportunidade de ler o livro inteirinho……

  29. Raíssa Lins disse:

    Oi, Duda, tudo bom?
    Antes de falar sobre a resenha: adorei a foto nova ali na lateral, tá linda, viu? 🙂
    Bom, sobre o livro, confesso que não conhecia a autora, mas fiquei muito curiosa em ler algo dela. Parece aquele tipo de livro que é bem construído, interessante e envolvente, juntando uma boa história com uma estruturação também excelente. Li Zafón depois de seus incansáveis elogios ao autor e realmente estou curiosa de seguir mais uma indicação, principalmente se for tão boa quanto a anterior.

    Beijos

  30. Anonymous disse:

    Já li os dois livros de María Duenãs, são excelentes.
    Acho até que gostei mais do A melhor história está por vir.
    Estou louca que ela escreva o terceiro e que logo seja publicado aqui no Brasil.

  31. Cris Aragão disse:

    Eu ainda não conhecia a autora, mas ser comparada ao Zafón não é para qualquer uma. Só por isso, mesmo que não chegue ao nível de excelência dele já vale muito a pena conferir os livros dela. Vou ficar de olho e procurar uma oportunidade de ler.

  32. Nunca li nada de algum autor espanhol, então fiquei curiosa, parece bem diferente de tudo o que eu li! Não tinha ouvido falar na autora ainda, nem nesse outro romance dela… Confesso que a história em si não me prendeu tanto, mas pretendo ler porque a escrita dela deve ser hipnotizante como falam mesmo e isso deve melhorar e muito o livro!
    Agora vamos combinar que o título brasileiro não tem nada a ver com o original.

    Beijos
    http://livrosebatons.blogspot.com.br

  33. Melissa disse:

    Olá !!
    Faz tempo que vejo muitos elogiarem essa autora, ainda não li nenhum de seus livros, mas pelos elogios a ela e a sua escrita, parece ser uma leitura obrigatória, assim como o Zafón que é sempre muito elogiado.
    abraços
    Melissa
    http://decoisasporai.blogspot.com.br/

  34. Sinceramente nunca tinha si quer ouvido falar da autora, mas seu livro parece ser muito bom, e que envolve o leitor. Gostei dele, so a capa que nao entendi muito bem.

  35. Parece uma história bem densa, com uma narrativa bem franca, sincera, de personagens envolventes, gostei da resenha… é muito bom conhecer novos autores! Vou pesquisar mais sobre o livro, quem sabe o leio em breve.

    beijos

  36. Genilda Silva disse:

    Fiquei interessadíssima pelo livro através da resenha, porque gosto de literatura detalhista, onde o escritor leva o leitor ao centro da estória e o envolve como se ele fizesse parte do enredo.

  37. Realmente o livro parece ser muito bom!Eu ainda não li nenhum livro dessa autora e pretendo começar lendo este !Pela resenha, vou amar o livro !

  38. Nunca ouvi falar nessa autora, mas pela sua resenha ela merece e muito ser lida. Poucos autores conseguem dividir a narrativa em 1ª e 3ª pessoa sem deixar a deseja no leitor. Nunca li nada do Zafon, apesar de ter Marina aqui, mas a comparação mexeu ainda mais com a minha curiosidade.

    Beijos
    http://www.leitoraincomum.com

  39. Gostei muito da resenha, gosto desse tipo de livro, que liga o pressente o passado e o destino…É bem interessante… Super curiosa para ler…

  40. Lucas Martins disse:

    Eu não sabia do que o livro se tratava só por ver a capa, mas a autora não me era estranha. Só pela quote já dá para ver que ela escreve bem, naturalmente. Quando comparam um autor ao nosso preferido ficamos curiosos para tentar entender os motivos, mas que bom que a autora se saiu bem em seu segundo livro (e pode ter sido bom não ter lido seu primeiro, por essa questão da comparação). Até nome de escritora ela tem Maria Dueñas.. hahah
    Beijão, Duda!

  41. Manu Hitz disse:

    Eduarda, o que sei da Dueñas é exatamente o que vc citou: que ela seria a ‘versão feminina’ do Zafón. Como não amar Zafón? Então, apaixonemo-nos por Dueñas!
    Adquiri o livro ‘O tempo entre costuras’ assim que o descobri. Comecei a leitura mas tive que deixar de lado porque um livro que queria há anos apareceu. Mas posso dizer que as primeiras páginas me deixaram bem satisfeita com o estilo dela. Ainda não posso dizer se acato o título que a compara a Zafón, quando concluir a leitura poderei comentar.

  42. Nardonio disse:

    Confesso que nunca tinha ouvido falar nem na escritora, nem em seus livros.
    Até que achei a história interessante. E se ela é comparada ao grande Zafón, já tem um ponto positivo comigo. Espero conhecer o trabalho dela muito em breve.

    @_Dom_Dom

  43. Olá Duda!
    Nunca tinha me interessado por livros desse gênero, mas esse livro me chamou atenção, quero muito saber essa hisória. Queria mais um pouco da resenha, fiquei com esse gostinho rs. Parabéns!

  44. Laura K. disse:

    Até agora nunca tinha ouvido fala de da autora Maria Duenãs, mas história desse livro é bastante diferente do que estamos acostumados a ver nos recentes lançamentos. Fiquei bem curiosa com essa resenha…

  45. Mia Sodré disse:

    Ouvi falar bastante de O Tempo Entre Costuras, porém ainda não o li. Mas não sei o que pensar desse livro. Quer dizer, uma espanhola que vai fazer um trabalho longe de casa, se envolve em uma pá de coisas e tal… não me parece clichê, e por não parecer clichê, fico sem saber ao certo o que pensar sobre. O clichê é dizer que parece ser um livro interessante, mas é exatamente isso o que parece. Fiquei instigada. Espero lê-lo em breve.

  46. Este livro é uma novidade para mim, nunca li nada de autoria espanhola. Acho interessante livros em que a personagem é uma autora(o), de certo modo o autor do livro passa um pouco de sua experiência e sentimentos para o próprio personagem do livro. Sua resenha deixou muito mistério no ar, e estou ansiosa para saber no que essa história vai dar.

  47. Anonymous disse:

    Para mim, o livro não empolgou. Achei decepcionante. Esperava muito mais.

  48. Assim como algumas pessoas que comentaram aqui, eu também nunca tinha ouvido falar sobre essa escritora. Fiquei curiosa depois de ler sua resenha, achei o título bem atrativo, adoraria ler !

  49. A Melhor História Está Por Vir ficou aquêm de Tempos Entre Costuras , embora não deixe de ser um bom livro Na minha avaliação é três estrelas

  50. Laura Bruno disse:

    Oi, Duda!
    Esse foi o primeiro livro de Maria Dueñas que li. Gostei muito da estória, dos personagens, dos lugares onde ele se passa. Coloco esse livro na minha lista dos que quando a gente termina, bate saudade!

  51. Clara disse:

    Gostei da resenha, vou comprar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *