MENU

by • maio 8, 2013 • ResenhasComments (15)1696

[Resenha] Meus Enigmas Favoritos, de J. J. Benítez

J. J. Benítez, escritor espanhol, é amante de mistérios e os tipos de enigmas que a ciência ainda não encontrou explicação plausível ou convincente. A busca pelo obscuro guiou boa parte de sua vida, já tendo visitado diversos países e lugares dos mais inóspitos, tudo para empreender sua busca incessante.

Tenho uma queda pelo assunto, confesso. Adoro um bom mistério, quanto mais enigmático melhor. Em Meus Enigmas Favoritos o autor compilou em um único volume alguns dos principais casos com os quais se deparou, apresentando-os ao leitor de forma sintética, pouco aprofundada. Cada tópico abordado possui em torno de quatro páginas ou menos.

Acredito que a falta de um maior desenvolvimento seja compreensível, do contrário o livro se prolongaria bastante. Fica claro que boa parte dos assuntos abordados gerariam páginas e mais páginas de discussões acaloradas. Por outro lado, em alguns momentos, senti falta de informações adicionais; acho que ele poderia ter proporcionado mais informações.

Os tópicos são bem variados: Inexplicáveis figuras gigantescas e simétricas, separadas por quilômetros de distância e desenhadas no solo em tempos remotos (não se sabe como ou com que propósito) apenas visíveis pelo ar em uma época que voar era ainda um sonho distante; a inacreditável lagoa no vulcão Yuriría, no México, que muda de cor nos dias que antecedem terremotos, e outros vários enigmas que comprovam o conhecimento e sabedoria detidos por povos remotos muitos anos antes que a ciência moderna chegasse a descobri-los. Seria essa a prova da existência de outra humanidade supostamente avançada, extinta há milhões de anos?

A maioria de suas expedições foram efetuadas décadas atrás (anos 70, 80), o livro foi originalmente publicado em 1993, então as informações nem sempre são das mais atuais, apesar de pouco ter mudado no quesito “maiores esclarecimentos” para os eventos mostrados. Me recordo apenas de um caso específico, atualizado pela editora com notas de rodapé explicando as referidas modificações.

Seria impossível citar cada um dos trinta mistérios comentados e acompanhados de perto pelo autor. Todos eles, porém, possuem certo fascínio e, após apresentar fatos, rumores e pesquisas científicas, Benítez (apesar de transparecer suas crenças) deixa o caminho livre ao leitor para que tire as próprias conclusões.

Particularmente permaneci cética em diversos momentos, por mais que ele utilize diversas referências para defender argumentos. Em outros, seu discurso entusiasmado foi suficiente para me deixar encucada, e me fez questionar o quão distante ainda estamos de descobrir sobre os segredos do universo e até mesmo do que nós mesmo somos capazes de realizar.

Título original: Mis Enigmas Favoritos
Editora: Planeta
Número de páginas: 256
Gênero: Curiosidades/Não-ficção
Cedido em parceria com a Planeta

Related Posts

15 Responses to [Resenha] Meus Enigmas Favoritos, de J. J. Benítez

  1. Oi Duda

    Ah eu adoro curiosidades, sempre vejo programas sobre mistérios, culturas diferentes, etc. Acho que só li uns 2 livros assim, mas é o tipo de coisa que curto. Alias deve ser bom de ler junto com outros livros, afinal é bem diferente/específico.

  2. Aluska Paula disse:

    Livros assim são muito bons mesmo, se você gosta de mistério desse tipo, você iria adorar o livro “Eram os deus astronautas” por Erich von Däniken, é muito interessante, apesar de como você ter continuado cética em algumas coisa, vale a pena a leitura, vale a pena cogitar a hipótese, haha.
    Estou seguindo seu blog, se você poder retribuir eu iria agradecer demais: http://sea-of-books.blogspot.com 🙂

  3. Aione Simões disse:

    Oi Duda!
    Apesar de você ter se sentido cética quanto alguns dos mistérios, achei a ideia toda muito interessante e curiosa, a defesa do autor parece mesmo ser boa o suficiente para conseguir pelo menos nos deixar com a pulga atrás da orelha, não é?
    Beijão!

  4. Vanessa Llona disse:

    Não é muito o meu gênero não, gosto quando tem mistério nos livros, mas esse não me despertou o desejo de ler.

  5. Tiago Vieira disse:

    Oi Duda, tudo bem?
    Estava curioso para ler essa resenha, pois quando você mencionou no Dear Mr. Postman, me interessei bastante! Continuo querendo lê-lo depois dessa resenha.
    Acho que cada tópico ter mais ou menos 4 páginas, estranho. Se fosse para não se prolongar, o autor poderia escrever dois livros – cada um com 15 enigmas. Assim poderia colocar mais detalhes para deixar os leitores ainda mais informados.
    Ótima resenha, gostei muito.
    Bjs e até a próxima!

  6. Cris Aragão disse:

    Eu até gosto de curiosidades mas esse não é o tipo de livro que costumo ler.

  7. Dani Gomes disse:

    Oi Duda,
    Esse parece ser um livro bem interessante…mas confesso que me desanimei qdo vc falou que tem umas 4 páginas por assunto. Ele deveria se profundar mais, nem que tivesse 2 volumes…mas mesmo assim me intriga um pouco, quem não é curioso sofre os questionamentos da humanidade?
    Bjs

  8. Isla Carvalho disse:

    Oi, Duda!
    Li suas opiniões sobre o livro e confesso que nao me interessei pelo mesmo, e isso é uma surpresa, pois sempre adoro sua resenhas, a forma como você detalha. Até curto também esse gênero, mas nao me senti atraída pelo foco dos enigmas e nem me despertou curiosidade!

  9. Sofia disse:

    Oi lindona! Bate aqui, também tenho uma queda por mistérios, e quanto maiores eles são, melhores. Apesar de ser meio ‘estranho’ serem apenas 4 páginas para cada tópico, achei interessante. Fiquei curiosa, confesso!

    Beijão!

  10. Oi Duda,
    O livro parece ser bem interessante. Acho que esses mistérios inexplicáveis exercem uma certa atração em todo mundo.
    Uma pena que o autor não tenha aprofundado mto os tópicos …
    Abraço,
    Alê.

  11. Aline Coelho disse:

    Duda adorei a resenha e confesso que fiquei bem curiosa com o livro, quem sabe um dia eu consiga uma vaga na minha lista de leitura para ele!!!????
    Obrigada pela ótima dica, sempre é interessante saber um pouco mais sobre esses mistérios!!!

  12. Lucas Martins disse:

    Parece bem interessante, Duda, mas não me interessou. Não é o tipo de livro que estou habituado a ler… Mas é bacana conhecer algumas curiosidades e tal, ainda mais quando o autor tem propriedade para falar sobre.
    Beijão!

  13. Mais uma obra que não conhecia (cadê a novidade, Ricardo?), mas por também ser fascinado por situações enigmáticas, acredito que posso gostar. Eu só espero que o autor tenha comentado sobre os temas que mais gosto e sinto necessidade de conhecer, e que os demais causem esse efeito – ainda que não tenha sido tão profundo como o desejado.

    Beijos, Duda.

  14. Suzi disse:

    Oi Duda!!
    Confesso que não curto livros com varias historias exatamente por ter sede de informações =S
    Não é um livro que eu leria mesmo amando mistérios!!
    Beijos

  15. Terminei hoje mesmo a leitura do livro, vim pesquisar mais sobre ele e acabei neste blog… Achei uma boa ideia parar aqui pra dar um incentivo a quem pensa se é ou não uma boa ideia lê-lo. O livro é ÓTIMO para quem gosta de mistérios da ciência e da cultura dos povos (antigos ou não). Mas também aborda vários assuntos concomitantemente, mostrando ao mesmo tempo a opinião aberta do autor e sua paixão pelos mistérios, e ainda fatos relevantes sobre a época e o meio onde os enigmas foram descobertos e estudados. As poucas páginas dedicadas a cada enigma são quase sempre suficientes para incitar a curiosidade dos mais exigentes. A única queixa que consigo prestar sobre o livro é esta: apesar de J. J. Benitez saber muito bem como detalhar os acontecimentos e ao mesmo tempo empolgar o leitor, ele nem sempre o faz, detalhando alguns dos enigmas com pouco interesse e acaba deixando esta parte a cargo do leitor. De qualquer forma, digo com certeza que vale a pena ler este livro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *