MENU

by • agosto 2, 2013 • ResenhasComments (12)1130

[Resenha] As Regras da Sedução, de Madeline Hunter

As regras da seduçãoCenários épicos sempre servem como ótimo pano de fundo para contar uma boa história de amor. Longos vestidos, cavalheirismo, paisagens arrebatadoras… tudo isso já mexe com o imaginário do leitor e intensifica as emoções. E quando contada com senso de humor, melhor ainda. Risadas e suspiros estão garantidos.

Em As Regras da Sedução é possível perceber a mesma veia cômica presente em O Duque e Eu (Julia Quinn),  um pouco minimizada, mas, ainda assim, amplamente presente. E é fato: me divertir é o que mais quero quando pego um livro desses em mãos e, neste quesito, a Madeline Hunter acertou em cheio.

Adoro um bom jogo de gato e rato (quando é convincente), e as farpas trocadas pela Alexia e Lorde Hayden são divertidíssimas de acompanhar. Diferente da maioria dos romance água com açúcar (e que fique claro: não estou criticando o gênero), achei a elaboração do romance convincente, pois aqui eles realmente não se amam à primeira vista. A paixão indesejada esteve sempre lá, mas como pura atração e isso fica bem claro.

Desse modo, foi bem mais prazeroso acompanhar a progressão do sentimento, a constatação em suas mentes que talvez aquilo fosse mais do que imaginavam. Um dos probleminhas foi que isso se estendeu demais e aí, leitora ansiosa como sou, fico logo nervosa com a demora e cabeça dura dos personagens.

No entanto, entendo que tal posição era justificável, afinal, a mocinha achava que o rapaz havia causado a ruína de sua família. Certamente é mais difícil amar alguém nessas condições, mas os meus nervos nem sempre concordam com a razão. E não, não é spoiler, isso é dito logo no início do livro.

O bom vocabulário e talento na escrita da autora é perceptível. Ela descreve, explora e aprofunda na medida certa. É possível conhecer os personagens, se familiarizar com os seus medos e torcer por eles. O desfecho ainda guarda algumas surpresas e tudo é resolvido muito satisfatoriamente. Terminei com um sorriso bobo no rosto, e certamente pretendo ler os próximos livros da família Rothwell com os irmãos do Hayden. O pouco que apareceu de cada um atiçou a curiosidade.

Título original: The Rules of Seduction
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 272
Gênero: Romance épico
Cedido em parceria com a Arqueiro

Related Posts

12 Responses to [Resenha] As Regras da Sedução, de Madeline Hunter

  1. Erika Paiva disse:

    Gosto muito desse tipo de leitura.
    Quero ler esse livro um dia

  2. Tiago Vieira disse:

    Oi Duda!
    Nunca tinha lido nada a respeito desse livro. Gostei bastante de sua resenha e se um dia eu tiver a oportunidade de ler, vou fazer com o maior prazer. Não sou muito de ler livros que se passem nessa época, mas já assisti a alguns filmes.
    Parabéns pela resenha!
    Até a próxima 🙂

  3. Brubs disse:

    Oi Duda!
    Minha resenha foi totalmente ao contrário da sua, eu não curti esse livro, achei chato e cansativo. Desde romances épicos que a Arqueiro lançou só curti mesmo O Duque e Eu…Não sei se vou o restante dos os 2 livros, mas com certeza vou acompanhar a série do Duque ^^
    Mesmo assim ótima resenha

  4. Ahhhhh romances de época! *suspiros*
    Se arrependimento matasse, eu teria solicitado os três romances de época da arqueiro assim que foram lançados, mas preferia ir devagar e acabei solicitando apenas “O Duque e eu”. O resultado é que agora não tem mais “As Regras da Sedução” e “Desejo à Meia-Noite” para resenha. Agora preciso aguardar ansiosamente ou começar a ler as duas séries fora de ordem. :/ Uma coisa é certa: EU VOU LER! hahahha
    Quanto a “As Regras da Sedução”, se tiver 10% do humor que li em “O Duque e Eu” já está de bom tamanho! ahha

    Adorei sua resenha, Duda! Mal posso esperar para ler as tais farpas trocadas entre o casal. hahahah

    Beijos,
    Amanda 🙂

  5. Natália Keli disse:

    Oi Duda,
    Ainda não li nada dessa autora, mas só leio comentários positivos sobre seus livros. Tem momentos que só queremos uma leitura para relaxar e divertir e pelo jeito “As regras da Sedução” se enquadra nessa categoria.
    Beijos.

  6. Duda,
    Eu amei este livro, não esperava que fosse tão bom, até pq daquela leva que a Arqueiro publicou foi o que menos interessou para mim. Engana eu estava, pois o livro é ótimo e adorei Alexia e Hayden. Aguardo ansiosa pelo próximo que certamente será maravilhoso.
    Beijos!

  7. Lygia disse:

    Dos 3 romances da Arqueiro, esse foi o que mais me desagradou e não sei se continuarei lendo a série…A série dos Hathaways é bem melhor e mais cômica XD

    Beijos!

  8. Suzi disse:

    A cada resenha que leio dessa série minha curiosidade só aumenta!!
    Paixões arrebatadoras são meu ponto fraco fico toda bobona!!
    Fora que romance histórico é tudo de bom néah!!
    Não deve ser fácil mesmo amar alguém que você acredita ter acabado com sua família!! aiaiai quem ama sofre néah!!
    Beijos

  9. Dudinha,

    vc sabe que só recentemente passei a me interessar por romances assim e achei lindo a Arqueiro decidir lançar alguns, mas ainda estão bem ausentes da minha estante.

    Então, nem posso dizer que gosto de tal jeito ou de tal jeito, mas já fico bem animada quando você diz que é um romance convincente e com um joguinho de gato e rato, nada é mais legal num romance do que quando ambas as partes se recusam a admitir que estão sentindo, ha!

    Em breve, talvez quando acabar uma parte da minha pilha gigante, eu dê oportunidade a este. Beijocas!

  10. Vanessa Llona disse:

    Eu gostei demais desse livro, achei as farpas entre os dois realmente hilárias, quero muito ler o próximo livro.
    Adoro esse tipo de romance.
    Bjs

  11. Adoro romances épicos! Entrou pra minha lista de leitura!

  12. Não vou repetir o que disse no comentário anterior, mas nesse caso o humor aparenta fazer total diferença no resultado final da obra. O envolvimento com as decisões dos personagens também pode ser um fator positivo, apesar de deixar o leitor desesperado quando precisamos ordenar algo para eles.
    Fico feliz que esteja aproveitando tão bem os romances épicos lançados pela Arqueiro.
    Beijos, Duda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *