MENU

by • janeiro 23, 2014 • ResenhasComments (68)4709

[Resenha] A Invenção das Asas, de Sue Monk Kidd

Escrito pelaA invenção das asas autora do bestseller A Vida Secreta das Abelhas, A Invenção das Asas conta a história de duas garotas separadas pela sociedade, mas unidas pelo coração. Sarah Grimké é branca, filha de um rico aristocrata juiz e proprietário de terras. No seu aniversário de 11 anos ela ganha da mãe uma escrava de presente, Hetty Encrenca, de 10, algo que a marca profundamente, pois é terminantemente contra possuir uma pessoa.

Baseado em uma história real e ambientado no início do século XIX, o livro acompanha a vida de Sarah por vários anos, contando os acontecimentos que a levaram a tornar-se uma das maiores abolicionistas dos Estados Unidos. Nota-se que a história é fruto de um grande trabalho de pesquisa, ainda que a autora conceda a si mesma ampla liberdade para construir seu romance ficcional, entremeado por vários acontecimentos e personalidades verídicas.

“As pessoas dizem que o amor fica manchado por uma diferença tão grande quanto a nossa. Eu não sabia ao certo se os sentimentos da srta. Sarah vinham do amor ou da culpa. Eu não sabia se os meus vinham do amor ou da necessidade de segurança. Ela me amava e tinha pena de mim. E eu a amava e usava a srta. Sarah. Nunca foi simples. Naquele dia, nossos corações estavam puros como jamais estariam.”

E é incrível como a Sue Monk Kidd conseguiu fazê-lo tão bem. Há livros e relatos sobre quem a Sarah foi como personalidade histórica e o tanto que contribuiu para a causa. Mas Kidd também preocupou-se em passar ao leitor uma ideia sobre sua vida pregressa e pouco documentada, mostrando como uma garota crescendo num ambiente extremamente escravista, de família rica e a favor da escravidão, renegou a tudo que possuía para ir atrás do que acreditava ser certo. O feito torna-se ainda mais sensacional pelo período histórico retratado, quando as mulheres eram vistas apenas como objetos, sem vontade própria, criadas com o objetivo máximo de arranjar um marido.

Narrado em dois pontos de vista, o da Sarah e o da Hetty, a autora conseguiu acertar em cheio na voz das personagens, mesmo tão diferentes uma da outra. A essência de ambas é passada de modo extremamente real, da infância até a maioridade, progredindo claramente entre inocência, sonhos e desejos, até descrença, medo, esperança e fé. Seus anseios e lutas contagiam o leitor a tal ponto que me senti completamente imersa na história.

“A gente era como o espelho de moldura dourada e a sela do cavalo. Não pessoas de verdade. Não acreditava nisso, nunca acreditei um dia se minha vida, mas se você escuta os brancos por muito tempo, uma parte triste e derrotada de você começa a acreditar. Todo o orgulho por causa de nosso valor me deixou. Pela primeira vez, senti dor e vergonha por ser quem eu sou.”

Nunca antes havia me sentido tão conectada com esse período histórico. Desde pequena cresci lendo, estudando e vendo em filmes relatos sobre a escravidão e suas atrocidades, mas essa foi a vez que me senti mais tocada e mergulhada no contexto, pois os sentimentos dos personagens tocaram-me a ponto de senti-los na pele. E, apesar do lado cruel, fiquei realmente maravilhada em acompanhar o relato de pessoas tão corajosas e essencialmente boas que, contra tudo e todos, acreditaram que podiam fazer a diferença e lutaram por isso.

Não apenas a Sarah e Angelina Grimké, sua irmã mais nova, existiram, mas vários outros personagens que aparecem ao longo do livro. Tomar conhecimento de suas contribuições é realmente inspirador, e passei a admirá-los enormemente por isso. Com uma narrativa maravilhosa, tocante e sensível, Sue Monk Kidd escreveu um relato inspirador e belo sobre um dos períodos mais obscuros da história da humanidade. Seu talento, empatia e atenção aos detalhes foram essenciais para construção de um enredo que deverá agradar tanto aos que procuram um romance emocionante, quanto os meramente interessados pelo período histórico em questão. O envolvimento, porém, é praticamente certo. 

“Meu objetivo não era escrever uma versão fictícia superficial da história de Sarah Grimké, mas uma história profundamente imaginada inspirada por sua vida. Durante minha pesquisa, mergulhando em diários, cartas, discursos, relatos de jornais e a própria escrita de Sarah, como também uma enorme quantidade de material biográfico, formei meu próprio entendimento de seus desejos, lutas e motivações. A voz e a vida interior que dei à Sarah são minha própria interpretação.” – Sue Monk Kidd

Título original: The Invention of Wings
Editora: Paralela
Número de páginas: 328
Gênero: Romance histórico/Baseado em fatos reais
[rating: 5/5]
Cedido em parceria com a Paralela

Related Posts

68 Responses to [Resenha] A Invenção das Asas, de Sue Monk Kidd

  1. Tary disse:

    Acho que seria uma boa ler esse livro e depois assistir 12 anos de escravidão, que está concorrendo ao Oscar, não? Esse tema sempre me doeu muito porque é inacreditável imaginar que isso, de fato, aconteceu um dia. Me interessei demais por esse livro e espero ganhar a promoção, já que me comprometi a ficar sem comprar livros até ler uns que separei aqui em casa 🙂

    beijos!

  2. Ainda não li este livro mas fiquei muito curiosa especialmente depois da resenha pois livros que apresentam personagens femininos fortes e com personalidade além de fatos reais são, na minha opinião, muito atrativos.

    adorei a resenha!

  3. Mika Maki disse:

    Já estava de olho nesse livro, agora com sua resenha NECESSITO!!!!! Confio demais no seu gosto!!! Bjossss

  4. Morgana disse:

    Oi, Eduarda!

    Primeira vez que estou aparecendo aqui no teu blog, mas te acompanho há um tempinho.
    Só queria te dizer que adoro a forma como expressas as tuas opiniões sobre os livros. É sempre de uma forma tão clara, e a gente consegue perceber quando você se envolve com o livro.
    Cê é uma fofa!
    E me deu vontade de acrescentar mais esse livro à minha lista interminável de desejados! hahaha.
    Ótima resenha e ótimo vídeo.

  5. Alan Nardi disse:

    Olá Duda. Tenho sempre passado por aqui buscando alguma indicação. Parabéns pelos textos e vídeos. Me interessei por este.

    Abraço.

  6. Esse livro me interessou muito. O enredo deve ser gostoso de se ler , fiquei com vontade de ler A vida secreta das abelhas também que já até virou filme.

  7. Maria Yolanda disse:

    Parece ser um livro muito tocante, pois de acordo com a resenha além de retratar a escravidão ( que é um período revoltante e que comove muito), entrelaça a amizade, coragem e é baseado em uma história real. Queroo muitoo! 🙂
    Ahh to adorando suas resenhas!

  8. Igor Brasil disse:

    Amei a resenha, como já havia dito em outro comentário, confio em seu gosto, impossível não ler um livro que você elogiou tanto! Me pareceu um excelente livro por se tratar de um momento vergonhoso da história, o período escravagista, e imagino que o livro deva passar de uma forma muito sensível a luta pelos direitos humanos. Obrigado, pelo toque, Duda!

  9. Juh Santana disse:

    Oi Duda,
    Adorei a resenha do livro.. e que capa linda né!!!
    Um livro sempre me chama a atenção quando alguem diz que o livro é um dos melhores da vida… e claro isso já faz florescer a vontade de ler…
    Eu gosto muito de livros que alterna entre o ponto de vista dos personagens e até o momento não li nada parecido com a historia deste livro, fiquei curiosa!!!
    Amo Book Addict♥
    Bjs

  10. Caroline Curi disse:

    Me lembrou do filme “12 anos de escravidão” que vi alguns dias atrás. Apesar da belíssima história, não gostei tanto da adaptação. Espero que aconteça o contrário com este livro, pois adoro livros/filme baseados em histórias reais, principalmente, sobre um assunto tão delicado como esse.

    Beijos

  11. Maiara Vieira disse:

    Eu adorei sua resenha Duda, eu fiquei apaixonada com a história desse livro. É um tema bastante interessante e eu fiquei super empolgada com tudo que você falou…

  12. Amos as suas resenhas. Fiquei com muita vontade de le. Eu vi o filme sobre a vida secreta das abelhas e amei. vou ver se leio o livro tbem.
    beijos

  13. Thais disse:

    Duda querida fiquei com muita vontade de ler esse livro pois suas palavras já me emocionaram. Adoro A Vida Secreta das Abelhas e tenho certeza que esse também é tão bom senão melhor que ele.
    Participando da promoção
    Bjos

  14. Nina disse:

    Oi, Duda!
    Meu Deus, esse livro parece ser ótimo. Participando do sorteio e cruzando os dedos.

    Beijos,
    Blog | Youtube

  15. Adoro o jeito que vc escreve…
    A tua empolgação do livro foi tanta que resolvi participar do sorteio…
    e olha que não participo de mais nenhum, pq nunca ganho.. kkkk
    beijos

  16. Oi Duda, a tua resenha me deixou com uma super vontade de ler este livro. Eu não li A vida secreta das abelhas, só vi o filme, que por sinal gostei muito, mas fico um pouquinho desapontada por ainda não conhecer a escrita dessa autora. Acho que esse deve ser um bom livro para começar.
    Você escreve resenhas muito bem.
    Abraços

  17. Carmem disse:

    Parece muito fascinante poder ler este livro na voz das duas personagens; isso o destaca entre tantos e seu tema principal – escravidão – infelizmente é uma ferida ainda presente em nossos dias.

  18. oi duda adorei a resenha e estou doido para ler

  19. Aléxia Roche disse:

    Já li “A vida secreta das abelhas” e achei lindo. Um livro muito sensível e cativante!

    Mal posso esperar pra ler esse!

  20. Não sabia da existência desse livro e ele me parece bastante interessante por trazer um tema tão discutível e forte. Por trazer personagens femininas fortes em razão da luta e amizade. Seus elogios me faz acreditar que esse livro é mais do que ótimo e que deve ser lido o quanto antes. 😉
    Ótima resenha, por fim!
    Bj.

  21. janaina silva disse:

    Esse livro deve ser muito emocionante.
    Estou participando e ansiosa ! Quem sabe eu tenha sorte?!

  22. Fiquei muito curiosa e interessada sobre o livro com as informações passadas pela Eduarda, que consegue despertar a curiosidade sem desestimular o leitor com dados demais. Parabéns!

  23. Lindsay Leão disse:

    Oi Duda,
    Nossa que história! Quando vi que você favoritou esse livro no skoob
    pensei que ele fosse bom, mas não imaginava que se tratasse de um romance histórico baseado em fatos reais, uau! “A invensão das Asas” deve ser mesmo um livro tocante.
    Adorei, vou participar da promoção, mas caso eu não seja sorteada por aqui correrei para comprar uma edição, sou louca por histórias baseadas em fatos reais.
    Beijos

  24. Dani Gomes disse:

    Oi Duda,

    Já fiquei apaixonada por esse livro, já fui ao kindle mas ele ainda não está disponível, acho que se estivesse não iria resistir rsrsrs…
    Narrador por 2 pontos de vista, época e elogios mil…não tem como não ler.
    Ótima resenha e ótimo vídeos,
    Bjs

  25. Marco A. disse:

    Confesso que nem por um momento mantive interesse por “A Invenção das Asas”; todavia, com suas otimistas e bem escritas resenhas, creio que valha a pena tentar, ao mínimo, ganhar este livro, hehe.
    Abraços!!!!

  26. Tainara H. disse:

    Esse livro tem todos os elementos necessários para me interessar, sendo os principais o fato de se passar há muito tempo atrás e ter como tema a escravidão, que como eu sou apaixonada por história, já me faz querer adquirir o livro imediatamente, e também o fato de ser baseado em uma história real, o que dá mais importância, digamos, para a leitura. Enfim, tudo isso somado aos elogios que constam na resenha, tornaram “A Invenção das Asas” um dos principais na minha lista de desejados. 😉

  27. Nossa,como eu fiquei apaixonada por esse livro! Sério,a capa e o título já me chamaram muita atenção,depois que eu li a sinopse e sua resenha fiquei com mais vontade ainda de lê-lo! Adoro histórias assim e espero amar tanto quanto você! (:

  28. Ivson disse:

    Olá Duda,
    Fiquei muito instigado a ler esse livro, especialmente pelo relato de fatos históricos tão marcantes nas vozes de narradoras tão distintas.
    Parabéns pela ótima resenha!

  29. Camila Karlla disse:

    Sua resenha me deixou curiosíssima para ler o livro. Parece realmente ser muito bom. Adoro a maneira como você escreve, repassando todos os seus sentimentos em palavras. Também acho esse tema especialmente chocante. Com certeza comprarei o livro.

  30. Esse livro parece ser muito inspirador, não vejo a hora de ler.

  31. Camila Amorim disse:

    Oi Duda,

    Fiquei interessada nesse livro desde que vi na pré venda do submarino.
    Adorei sua resenha, me deu mais vontade ainda de ler
    Aliás, entro no blog todo dia e pego dicas de livros
    Parabéns pelo seu trabalho =]

  32. A temática combina perfeitamente com “12 Anos de Escravidão”, né?

  33. Babi Lorentz disse:

    Gente, fiquei encantada, primeiro pelo que li na sua resenha, depois pelo que vi você falando. Pela sua expressão, já dá pra saber que o livro é realmente tocante. E acho que é por isso que fiquei tentada a ir atrás dele. Parece ser incrível!
    Beijos.

  34. Janne Élida disse:

    O livro é uma obra bastante interessante, retrata a realidade vivida em uma época escravista, na qual buscam enfrentar os preconceitos de uma sociedade na busca pela liberdade…
    Adorei a resenha quero muito ler o livro!!!!

  35. Giovanna PV disse:

    Muito legal a ideia da autora de mostrar o período de escravidão dessa forma, que consegue tocar tão bem o s sentimentos do leitor.
    O jeito de escrever capítulos curtos também me agrada, a capa ta linda e saber que foi escrito baseado em fatos reais da um diferencial a história.

  36. Raquel Moritz disse:

    Achei esse livro tão lindo ♥ Terminei de ler ontem e estou apaixonada, ainda, hehee. Gostei muito da forma como a autora misturou realidade e ficção, a pesquisa dela foi árdua mesmo, como você disse. :))))

    Beijão!

  37. Shadai disse:

    Nota-se, facilmente, de se tratar de uma obra bastante sensível, uma história linda mas sofrida.
    Não chego a me interessar por livros de época, mas acho muito interessante, e super enriquecedor para nosso conhecimento.

  38. Um escrava de presente?
    O que mais impacta é que o livro foi baseado em uma história real…Nossa, é nestas ocasiões que percebo o quanto evoluimos socialmente, porém, algumas mentalidades pararam no tempo…
    Eu gostaria muito de ler, pois tenho facínio por livros fortes como este.

    Beijo, Van – Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

  39. BelaHanajima disse:

    Fiquei louca por esse livro agora.

  40. Essa história parece ser fantástica!! Queria muito ler esse livro (principalmente por ser baseado em fatos reais), pois sei que Sue Monk Kidd sabe como escrever uma boa história (eu tenho o livro A vida secreta das abelhas). *.*

  41. Simplesmente incrível, adorei ler a resenha, nunca tinha visto nada sobre esse livro e parece emocionante.
    Nunca gostei de escravidão (apesar de não ter nascido na época), mas uma menina que nasceu, e cresceu, com os pais, que convivia com isso por tanto tempo, virar uma abolicionista é extremamente maravilhoso.

  42. Milena Soares disse:

    Gosto muito de um romance histórico baseado em fatos reais e esse pela resenha parece ser ótimo, estou doida pra ler!

  43. Lise disse:

    Quero muito ler!
    Eu adorei A vida das abelhas, acho que a autora é ótima e sabe balancear seu texto com uma história pesada.
    Gostei no outro livro da construção de seus personagens, e pela tua resenha imagino o mesmo nesse livro.

    Vou conferir

    liliescreve.blogspot.com

  44. Magiasbook disse:

    Participando,ainda não li o livro mas achei o tema interessante.

  45. Maíra Souza disse:

    Parece ser muito bom! E a capa é lindíssima!
    Estou participando! =]

  46. Esse é um livro que a gente tem a imensa curiosidade para ler, além de ser uma historia baseada no real, tem o ficcional e a criatividade da autora que faz você querer ler o livro.
    Não conheço muito livros que conta historias como essa, mas com certeza vai ser um livro que quero colocar na minha estante.

  47. Eu não sabia que era baseado em história real! Fiquei curiosa, li muito poucos livros assim. A gente acha que é uma história distante, mas até hoje existe escravidão no Brasil, é vergonhoso! É um tema que tem que ser tratado pela literatura e atingir as pessoas, quem sabe mudar essa perspectiva.

    Bjs

  48. Tâmara Moya disse:

    Oi Duda
    Fiquei super curiosa pela leitura que parece ser muito triste, mas muito bonita tbm! É uma lição para todos esse livro. Embora existam obstáculos, devemos sempre tentar! É um livro não somente contra a escravidão, mas sobre a igualdade racial e sobre os direitos das mulheres.
    Adorei a resenha
    Bjus

  49. Rebeka Pires disse:

    Todo romance, quando muito bem escrito apaixona até mesmo os menos admiradores!! Quero muito esse livro e adorei sua resenhaa!! (: espero ganhá-lo!!

  50. Adorei a resenha, quero muito ler este livro!!!

  51. Ludmila disse:

    Duda, adorei a resenha e me interessei muitíssimo pelo livro!
    Acho que talvez você se interesse pelo filme “O Mordomo da Casa Branca”. Ele não está relacionado com nenhuma causa abolicionista, mas mostra a luta dos negros nos EUA para conseguirem direitos políticos e sociais.
    Beijos

  52. Gosto de livros baseados em histórias reais, principalmente com temas fortes como a escravidão. Não conhecia o livro, mas gostei da premissa e a sua resenha me deixo curiosa para a leitura, torcendo para ganhar a promoção

  53. Fiquei curiosa e a capa é linda!

  54. Amanda Gomez disse:

    Oii…

    Eu tenho um pouco de receios com livros ficiticios, mas que são baseados em fatos reais, eu fico me perguntando até onde o autor pode ir sem interromper a real história. mas pelo que vc disse, ela consegue fazer isso muito bem, quando vi o nome e a capa do livro não imaginava que seria um enredo assim, foi uma surpresa, surpresa boa, deve ser um livro instigante, eu pelo menos fiquei curiosa, e adoraria lê-lo. acho que não vou me arrepender, parabéns pela resenha, mas uma dica sua que eu pego 😉

    http://www.book-addict.com/wp-includes/images/smilies/icon_razz.gif

  55. Débora Rocha disse:

    Já estava de olho nesse livro a um tempinho, amei o vídeo resenha e a resenha escrita também, você arrasa, beijoos!

  56. Cris Aragão disse:

    Entre os lançamentos recentes esse é um dos que mais me interessou, aprecio muito liros baseados em fatos reais e essa história em particular parece ser super emocionante.

  57. Esse livro parece ter uma carga emotiva muito grande e gosto de histórias que envolve um drama bem baseado e ainda baseada em fatos reais, isso torna o envolvimento ainda maior. Já entrou para os desejados espero ler em breve!

  58. Todas as resenhas que li e vi a respeito deste livro foram excelentes, inclusive a sua, só aumentou a curiosidade em ler o livro também! Meire 🙂 adoro ver os seus vídeos.

  59. O livro parece ser ótimo e a sua resenha ficou muito boa, me deixou morrendo de vontade de ler!
    Gostaria de fazer uma crítica construtiva, talvez seria legal você avaliar a possibilidade de falar um pouco mais devagar nos vídeos. Você fala muito bem, suas ideias são ótimas, mas por causa da rapidez com que você fala fica um pouco confuso às vezes.
    Espero que você não me leve a mal.

    Beijos!

    • Eduarda Menezes disse:

      Claro que não levo a mal! Pode ficar tranquila =)
      Algumas pessoas me dizem isso. O problema é que eu falo rápido a vida inteira e é um hábito difícil de mudar =/ Já tentei algumas vezes diminuir a rapidez nos vídeos, mas inconscientemente volto a tagarelar, sabe? hehe É difícil pra mim. Principalmente quando eu me empolgo.
      Mas vou continuar tentando haha E fico feliz em saber que gosta dos vídeos!
      Beijos!

  60. Resenha bem elaborada, abordando o conteúdo de forma sucinta e inteligente, prendendo a atenção dos leitores.

  61. Carla Q. disse:

    Oi Duda!

    Suas resenhas, como sempre, são excelentes! 🙂 A sinopse do livro me interessou muito — e saber que já entrou para sua lista de favoritos do ano apenas fez com que eu o desejasse ainda mais.

    Beijinhos!

    PS: Você já leu “A pequena abelha”? Não se trata da escravidão, mas a história tem muito de desigualdade e é belíssima.

    • Eduarda Menezes disse:

      Ainda não li, Carla, mas tenho o livro aqui.
      Estava até esquecido na estante, vou ver se dou uma olhada qualquer dia desses. Obrigada pela dica!
      Fico feliz em saber que gosta das resenhas. Obrigada 🙂

  62. Matheus disse:

    Esse livro me chamou muita atenção. Já vi várias resenhas e achei muito interessante. Ótima resenha, como sempre Duda, gosto muito como você aborda elementos presentes na construção do livro. Parabéns!

  63. Manu Hitz disse:

    Oi, Eduarda. Acabei de ler e resenhar o livro – tarefa difícil depois de uma leitura tão especial, cativante, envolvente. Sei bem o que vc diz sobre estar imersa nesse universo doloroso e hostil da escravidão. Assim como vc, tb senti muito conectada ao tema, mais ainda do que qualquer outro livro que tenha lido. Tanto que li, em seguida, o novo livro da Miriam Leitão – Tempos Extremos – que tb aborda a escravidão (além da ditadura) no Brasil. FOi bom comparar a mesma situação, na mesma época, em lugares diferentes. E com uma documentação perfeita em ambas as obras. Indico a leitura.
    Sou fça das suas resenhas e das suas ideias, além da maneira maravilhosa que consegue passar para o leitor o encanto de um livro.
    Beijo.

  64. Nessa disse:

    Oi Duda
    Eu comprei este livro em e-book para ler no kobo iniciei a leitura e acabei deixando de lado para ler outros. Mas lendo sua resenha me deu vontade de retomar a leitura.

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *