MENU

by • janeiro 17, 2014 • ResenhasComments (58)3365

[Resenha] O Amor de Uma Boa Mulher, de Alice Munro

O amor de uma boa mulherAlice Munro possui um olhar sagaz e profundo entendimento da natureza humana e sua complexidade. Tendo lido apenas poucos contos, os oito que totalizam este livro, achei louvável a capacidade da autora em desenvolver personalidades tão bem delineadas em todos eles, além de uma gama  de personagens distintos.

Com contos de aproximadamente 50 páginas, alguns um pouco maiores, como o que dá nome ao livro, suas histórias prenderam a minha atenção, mantendo-me sempre curiosa para saber o que viria a seguir. E o mais notável: nos assuntos cotidianos. Seus personagens nada possuem de fantástico, pelo contrário, são pessoas comuns, defeituosas, reais. É possível perceber veracidade neles que, atrevo-me a dizer, são os seus maiores trunfos.

Em poucas linhas, frases e parágrafos, a autora é capaz de apresentá-los tão bem, que me senti familiarizada com suas personalidades, como se já os conhecesse. Além dessa marcante característica em sua escrita, outro grande mérito de sua narrativa são os rumos imprevisíveis dos contos. Nunca sabemos o que irá acontecer, pois começam de um jeito e terminam, quase sempre, de forma inesperada, reflexiva.

E não é que haja altas reviravoltas, ela simplesmente consegue transpor com facilidade os muitos desvios que a vida pode tomar e os apresenta ao leitor com atenção aos detalhes. Mesmo o personagem ou situação mais passageira recebe o devido cuidado e consideração. Isso significa que podemos estar lendo sobre os problemas de fulano, e, nas páginas seguintes, este sumir totalmente, sendo apenas um meio para determinado fim. Mas são justamente essas aparições que causam impacto, colaborando para a visão do panorama geral, impingindo veracidade às suas histórias.

Agraciada com um Nobel de Literatura em 2013, Munro foi a primeira autora com uma obra constituída inteiramente de contos a receber o prêmio. Por mais que eu ainda seja leitora principiante de seus “pequenos romances”, consegui rapidamente entender o porquê da homenagem. São poucos os autores capazes de representar o corriqueiro de forma tão envolvente, concedendo, em poucas linhas, o sopro mágico de vida responsável pelo nascimento de seres humanos adultos, multifacetados e notavelmente reais.

Título original: The Love of a Good Woman
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 376
Gênero: Contos
[rating: 5/5]
Cedido em parceria com a Cia das Letras

Related Posts

58 Responses to [Resenha] O Amor de Uma Boa Mulher, de Alice Munro

  1. Tay disse:

    Tenho vontade de ler algo da autora, e sua resenha aumentou minha vontade! Adoro histórias assim: comuns, cheia de conflitos tão reais, como a nossa própria vida. E claro, já estou participando do sorteio!!

    P.S.: Os marcadores chegaram hoje, muito obrigada! 🙂

  2. Achei bastante interessante a resenha, tinha curiosidade em ler sobre este livro, por se tratar de um livro de contos que retratam cenas do cotidiano, cenas da mulher moderna, como vc cita , personagens reais, mostrando a sua essência.

  3. Fiquei curioso quanto ao livro, espero poder lê-lo esse ano ainda. Ótima resenha.

  4. misaki-san disse:

    Adorei parece muito interessante

  5. Desde que anunciaram ela como vencedora do nobel eu fui pesquisar sobre ela e me interessei pelas obras dela, sempre que ia na livraria cassava algo e gostei da tua resenha e só aumentou ainda mais minha vontade de ler!

  6. Marco A. disse:

    Munro deve ser realmente dotada de muito talento para ser agraciada com um Nobel da Literatura apenas com seus contos contemporâ-
    neos
    Gostei bastante da resenha em vídeo!!!!

  7. Maria Yolanda disse:

    Gostei da resenha, me fez querer muito ler esse livro. E gostei de saber que não da pra ter ideia do que vai acontecer, adoro me surpreender com os acontecimentos. Então já está na minha lista de livros para este ano! 🙂

  8. Já estava muito ansiosa pra conhecer a Munro, depois da sua resenha não vejo a hora!

  9. Rudynalva disse:

    Oi Duda!
    Gosto de livro de contos e quando os contos estão ligados a nossa realidade cotidiana, são ainda mais interessantes porque podemos nos identificar com as personagens.
    Interessante a autora ter ganho prêmio com livro de contos e extraordinário também.
    Boa resenha.
    cheirinhos
    Rudy

  10. Tiago Vieira disse:

    Oi Duda!

    Seus comentários a respeito do livro me cativaram! Gostei muito das características de narração da autora e o fato de ser um livro de contos.

    Assisti a resenha em vídeo, pois estava com preguiça de ler rs. Acho bom você gravar os vídeos, mas sugiro que você veja se está tendo retorno e a partir daí pense o que será melhor. Ou então continue gravando de vez em quando.

    Parabéns pela resenha e pelo blog! Estou conhecendo livros incríveis através do Book Addict!

    Bjs e até a próxima!

    http://conexao–informativa.blogspot.com.br/

  11. Quequel disse:

    Olá !
    Nunca ouvi falar nada dela antes!
    Sempre conhecendo novidades por aqui… adoro ler contos.
    Super fiquei curiosa para ler, vou até procurar mais coisas dela!
    Bjins

  12. Filipa disse:

    Olá linda, sou portuguesa e assisto muitos dos seus vídeos, acho vc uma querida e faz videos muito bons no ramo da literatura.
    Assim sendo, gostava de lhe fazer uma pergunta rápida, inglês para mim está se tornado muito importante, mas sou iniciante e queria que se possível me indicasse alguns livros em ingles para quem está começando a ler noutro idioma, tal como eu.
    Obrigada, beijos e continue com o seu ótimo trabalho ! 🙂

    • Eduarda Menezes disse:

      Muito obrigada pelo carinho, Filipa!
      Fico muito feliz em saber que você gosta e acompanha o canal!

      Quanto aos livros em inglês, confesso que não li tanto quanto gostaria no idioma em 2013, nem comprei muitos, mas, dos poucos que li, considero o “Let It Snow” com nível de inglês fácil.

      Também é bom atentar aos infantojuvenis ou YA’s em geral. Por serem voltados para o público jovem eles possuem uma linguagem mais simples.

      Recentemente, fiz a leitura do Mary Poppins em inglês e achei bem fácil. Vez por outra, eles usam uma forma de falar mais formal, por ter sido escrito na década de 30, mas nada que não dê para entender.

      Espero ter ajudado!
      Beijão!

  13. Isabella disse:

    Nossa, louca pra ler!!!

  14. dayana disse:

    o livro parece ser do tipo que me agradaria, vi várias resenhas positivas e de pessoas que não gostaram muito, espero que atenda as expectativas. Continue com as resenhas, eu adoro 😉

  15. Eu também não conhecia a autora, mas só por ganhar o prêmio Nobel já posso ficar interessado na leitura. Deve ser muito bacana tudo que a autora criou, esses personagens e lugares. Devem ser legal ler os contos narrados detalhadamente. Espero que o livro não seja confuso, e sim interessante, como você falou.

  16. Caroline Curi disse:

    Adoro livros de contos e com sua resenha, me interessei mais ainda em ler este. Adorei!

    Beijos

  17. Pena que autoras como ela só cheguem a nós somente quando ganham um prêmio destes…Espero que este seja O primeiro dela publicado…que venham outros! Ótimo vídeo! Instiga a conhecer a autora a valer 🙂

  18. Tainara H. disse:

    Não conhecia a autora, mas ao ler essa resenha me interessei imediatamente pelo livro. Gosto muito de contos, principalmente com o tipo de narrativa e de desenvolvimento descritos na resenha. E, claro, o fato do livro ter ganho nada menos que o Nobel de Literatura me deixou extremamente interessada pela leitura, parece ser um excelente livro e ainda do tipo que eu costumo gostar. Já está na minha lista de desejados, espero ler em breve. 😉

  19. LeoLendo disse:

    Sempre fico muito obcecado acerca dos ganhadores Nobel. Essa está na minha lista, sou um amante de contos; e essa autora parece coisa linda de morrer!
    Obrigado pela dica. Espero ganhar a promoção para não entrar em falência com mais uma compra.
    Abraço!

  20. Achei incrivel a resenha… Fiquei com mais vontade de ler do que ja tinha antes! http://www.book-addict.com/wp-includes/images/smilies/icon_biggrin.gif
    Adorei a forma como a autora descreve as personagens, como pessoas comuns, que podemos encontrar na esquina, na fila do pão na padaria, e a forma de que pode estar em um rumo a historia e de repente mudar completamente…
    Adorei mesmo, incrivel, parabéns pela resenha e espero ler muito em breve esse livro!!!

    Bjinhos

  21. Débora Rocha disse:

    AMEEI A RESNEHA, LINDA BEIJOOOS!!

  22. Lud disse:

    Confesso que não sou a maior fã de livros de contos, mas acho que vou me arriscar nesse pela sua resenha e pelo prêmio ganhado pela autora. Ótima resenha Duda!
    Ah.. E eu adoro resenha em vídeo! Beijos

  23. Ana disse:

    Parece uma história linda, quero ler!

  24. Aléxia Roche disse:

    Tenho muita vontade de conhecer a Alice! Estou com o “Vida Querida” aqui em casa e descobri que esse é o último livro dela. Não quero conhecer a obra dela pelo final, quero ler primeiro os que ela publicou antes! “O amor de uma boa mulher” parece ótimo! Vou colocar na minha listinha. 🙂

  25. Tenho muita vontade de começar a ler os contos da Munro. Acredito que sejam ótimos!

    Duda, acho interessante as resenhas em vídeo (por se mais uma opção), apesar de preferir as escritas. Continue com elas! 😀

    Muito boa a resenha!

  26. Nunca tinha lido nada referente à esta autora e/ou livro mas me apaixonei pela sua resenha. E claro, um livro com prêmio Nobel jamais deve ser desprezado. Entrou para minha wishlist.
    Parabéns pelo blog, está cada vez melhor!

  27. Elize disse:

    Amei a resenha, gostaria muito de ler este livro!

  28. Há meses, desde o anúncio do Nobel, procuro livros dela para ler. Espero ganhar.

  29. Humm estou bem interessada no livro, parabéns pela resenha ficou ótima! Tomar que eu ganhe…
    Também tenho um blog sobre os livros que leio se você quiser conhecer: http://euliouvouler.wordpress.com/
    abs

  30. Já li alguns contos dela e realmente ela é fantástica!!!

  31. Valnikson disse:

    Alice Munro é um tesouro! Descobri a autora no início de 2013 e desde então venho devorando todos os seus contos. Ótima resenha! Um abraço!

  32. Gustavo disse:

    Interessante como o cotidiano nunca deixa de ser interessante. Louco com esse livro!

  33. Adorei sua resenha em vídeo, achei muito natural e espontânea. Não deixe de fazê-las. Já está nos meu favoritos. E Alice Munro já está à minha espera na cabeceira. Abração!

  34. Boa resenha. Deu água na boca para degustar o livro

  35. Evandro disse:

    Estou adorando a autora!

  36. Essa escritora parece maravilhosa. Tenho “namorado” os livros dela já tem algum tempo. Duas coisas: primeiro se trata de uma contista, e por ter sido premiada apenas através dos seus contos indica uma competência que vale conferir, sem dúvidas. Segundo, como foi dito na resenha, toda essa abordagem do cotidiano, na sua simplicidade, que denota algo implícito no texto – nas “lacunas” da existência de cada personagem -, me faz lembrar um dos contistas mais brilhantes de toda literatura: Anton Tchekov.. E qualquer coisa que tenha “bebido da fonte” desse escritor russo, pra mim, vale muito a pena conferir.

    Estou concorrendo também. 😉

  37. weslleyreys disse:

    melhor em video…e bem rapido vc fala melhor ainda…gostei mais.

  38. Gostei demais da resenha e me fez acelerar a vontade de adquirir este livro.

  39. Tati disse:

    Estou com muita vontade de ler esse livro! Gostei muito do que você falou, aumentou minha vontade!

  40. Maíra Souza disse:

    Gosto muito de contos, mas não me lembro de ter lido contos de 50 paginas. rs
    A idéia de usar pessoas reais é boa, as vezes precisamos sair um pouco da fantasia. Enxergar mais próximo da gente.
    Achei a capa simples, mas adequada pro tipo de texto/história.
    Boa e breve resenha!
    Tô participando! =]

  41. lia henriques disse:

    leio tudo dela…tenho todos os seus livros que foram traduzidos aqui no Brasil! Interessante o jeito da Alice narrar cenas da mulher comum do seu meio….

  42. Pablo Silva disse:

    Eu já amo livros, ainda mais dos que tratam de historias do cotidiano. Sua resenha sobre o livro me fez adorá-lo ainda mais.

  43. Dani Gomes disse:

    Oi Duda,

    Também não conhecia essa autora e confesso que não sou muito de conto, comecei a ler alguns pelo kindle no final do ano passado. Fiquei mega curiosa para conhecer os contos dessa autora, por ela ter ganhado o prêmio e pela sua indicação. Espero muito ter a oportunidade de ler.
    Haaa eu adoro as resenhas em vídeos, não pare please!!!

    Bjs

  44. cgraciane disse:

    Ainda não li nada desta desta escritora e confesso que diantes de tantos elogios estou bem curiosa.

  45. Camila Amorim disse:

    Alice Murno é sensacional!
    Já peguei esse livro na livraria e folheei, gostei bastante do pouco que li

    Duda, parabéns, suas resenhas estão cada vez melhores e mais completas
    Se não ganhar o livro na promoção, vou comprar.. to muito instigada por essa leitura

  46. Duda, como você sabe, gosto muito dos seus vídeos, por isso também iria gostar que você continuasse fazendo as resenhas das duas formas 😀
    Mas em relação ao livro, eu tenho MUITA curiosidade em conhecer o trabalho da Munro, apesar de também não saber absolutamente nada sobre ela antes do Prêmio Nobel. Achei muito interessante uma contista ser agraciada com esse importante prêmio, principalmente quando soube o que ela foca em suas histórias: o cotidiano, como você também citou. Também li que ela retrata bem o universo feminino, apesar de que com a sua resenha imagino que isso não seja uma regra. Aliás, achei as histórias que você comentou bem interessantes.
    De qualquer forma, quero muito ter a oportunidade de ler essa obra (que seria a primeira de um prêmio Nobel), por isso vou participar dessa promoção, torcendo muito desde já.

    Beijos,

  47. Tenho uma quedinha por escritores que ganham o nobel. Foi assim que me apaixonei por Gabriel García Marquez e foi assim que resolvi ler “Ratos e Homens”, de Steinbeck.
    Ótima resenha, Duda!

  48. Pelo que vc falou parece um livro ótimo! Vou participar do sorteio e quem sabe, logo, lerei também!
    Bjs

  49. Giovanna PV disse:

    Que nem você eu só conheci a autora através do premio Nobel e me interessei muito. Gosto do gênero de contos por sua mudança de cenários rápida e é bom saber que ela conseguiu estruturar bem os personagens. Estou com muita vontade de ler a obra da autora!

  50. oi duda amei a resenha e estou doido para comprar e desfrutar dessa leitura

  51. Shadai disse:

    Acho que vou ter que comprar um dia essa obra, pois tão aclamada, tão reconhecida e premiada, não tem como ser ruim.
    E, adoro livros de contos, ainda mais com histórias realistas e reflexivas.
    Muito curioso para ler esses contos.

  52. Janne Élida disse:

    Oi Duda, adorei a resenha do livro.

  53. Sempre fui muito fã de livros de contos, tenho uma pequena coleção em casa.
    Já tinha visto você mostrar este no Blog e já tinha gostado da capa e premissa. Adoro histórias do dia a dia, que retratam o corriqueiro mesmo, como você mesma disse.
    Nobel de literatura? Obviamente só pode ser muito bom.

    Van – blog do Balaio

  54. Magiasbook disse:

    Ainda não conhecia o livro,mas achei o tema bem interessante para ler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *