MENU

by • janeiro 28, 2015 • ResenhasComments (57)11953

[Resenha] Filme Noturno, de Marisha Pessl

Numa mistura de thriller investigativo com terror, Filme Noturno apresenta uma atmosfera sombria ao contar a história de Scott McGrath, um jornalista que perdeu sua credibilidade após acusar em rede nacional o diretor de cinema Stanilas Cordova de certas atividades ilícitas. Após cinco anos desde o escândalo que lhe tirou o status da profissão, Scott enxerga a oportunidade de recuperação quando Ashley, filha de Cordova, aparece morta com apenas 24 anos de idade e resolve investigar se o pai da garota tem algo a ver com o assunto.

Filme noturnoApesar de narrado em primeira pessoa pelo jornalista, é no mergulho sobre os mistérios que envolvem o recluso diretor e sua filha prodígio que a trama ganha força, tendo o trio principal, liderado pelo Scott, apenas o papel de desencavar os vários enigmas levantados ao longo da vida do cineasta que há anos não é visto em público. Sendo assim, suas histórias pessoais ficam a maior parte do tempo em segundo plano e o foco é totalmente voltado para os acontecimentos bizarros que permeiam a vida de Cordova e sua família, donos de uma mansão isolada no estado de Nova York fortificada com muros de seis metros.

A medida que a trama se desenvolve, novas ramificações e mistérios vão surgindo, tornando o panorama cada vez mais bizarro, palavra que melhor descreve boa parte do livro. Não imaginava um foco mais voltado para o terror, mas logo o suspense se intensifica e envolve o leitor na dúvida entre elementos sobrenaturais e reais. Magia negra, antigas maldições, terrores noturnos e uma vida de glamour, são alguns dos elementos que se misturam e transportam a atmosfera dos filmes de terror do cineasta para o mundo real dos personagens, formando um quebra-cabeça intricado que os leva de pista em pista na elucidação do mistério.

“Qualquer que seja sua opinião sobre Cordova, independentemente da sua obsessão ou indiferença à obra dele, ele está lá para que reajamos. Ele é uma fenda, um buraco negro, um perigo indefinido, um surto incansável do desconhecido em nosso mundo demasiadamente exposto. Ele está nas profundezas, se esgueirando nas esquinas da escuridão. Está sob a ponte ferroviária no rio junto a todas as provas de crimes perdidas e as respostas que nunca verão à luz do dia.”

Filme noturno (3)

Alguns elementos do livro me agradaram, outros nem tanto. A habilidade da autora em montar buracos e depois tapá-los com informações adicionais ao longo da história comprovam sua engenhosidade, ainda que eu tenha pensando que alguns entrevistados no caminho tenham me parecido muito novelescos, soltando informações detalhadas e descritivas sobre algo que não teriam motivos para desencavar.

A escrita da Pessl possui uma boa fluidez, por mais que haja alguns vícios aqui e ali. Há algumas passagens desnecessariamente longas, mas as mais de 600 páginas passam rápido, impulsionadas por uma diagramação especial que concede mais agilidade à investigação com seus recortes, sites e matérias de jornais. Alguns erros de revisão podem ser encontrados ao longo do livro, nada excessivo, mas vale uma atenção especial numa nova tiragem.

Filme noturno (2)

Minha ânsia por mistérios, especialmente um com tantos enigmas interessantes, contribuiu para que eu não quisesse largar a leitura. Esse aspecto, ainda que positivo, me trouxe certo desapontamento em relação a um elemento utilizado pela autora (que, no entanto, deve agradar a muitos). Após certas explicações, Pessl traz uma reviravolta bem vinda que me fez admirar sua criatividade em fornecer duas opções de respostas para o quebra-cabeça que criou. Contudo, a autora vai adiante e novamente levanta dúvidas sobre o que sabemos, trazendo um final em aberto onde o leitor poderá escolher no que acreditar.

O artifício é atraente, mas desta vez não me satisfez completamente, talvez pelas pistas e mais pistas de uma longa busca, e o fato de que nunca saberei 100% sua conclusão. É interessante pensar que posso escolher o que melhor me agradar – e foi o que fiz – mas queria uma indicação mais certeira, fosse para um lado ou outro. Entretanto, de modo geral, a trama me agradou, e é um prato cheio para quem gosta de mistérios intricados que levam a questionar a realidade do que está acontecendo.

Filme noturno (5)

Título original: Night Film
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 624
Ano: 2013 (esta edição: 2014)
Gênero: Thriller/Terror
[rating: 4/5]
Cedido em parceria com a Intrínseca

Related Posts

57 Responses to [Resenha] Filme Noturno, de Marisha Pessl

  1. Tô louca para ler esse livro. Logo que vi a diagramação, fiquei mais animada ainda!! =D

  2. Mika Maki disse:

    Olá,Duda!!!!! Comprei esse livro e estava esperando a sua resenha!!!!! Como sempre, vc me deixou super animada !!!! Agora posso começar a leitura!!!!! Bjosssss

  3. Mariana disse:

    Nossa, eu vi esse livro quando foi lançado nos EUA, fiquei super curiosa e estava louca pra ler, quase comprei… Agora com a sua resenha estou com mais vontade de ler ainda hahaha….

  4. stanley disse:

    Adorei a resenha fiquei super querendo ler esse livro.!!!!

  5. Stella disse:

    Estou super ansiosa pra ler esse livro. Mas sempre acabo comprando outro na frente. rs
    O mais recente que comprei por indicação sua foi “O Clube do Suicídio”. Achei na promoção em uma loja e precisei pegar! rs
    Gostei bastante da resenha. Já tinha visto algo que esse livro envolvia imersão do leitor. Você realmente teve essa sensação de “fazer parte da história”?

    Beijos!

    • Eduarda Menezes disse:

      O clube do suicídio possui uma edição linda e é certeza de livro excelente – apesar de ainda não ter lido todos os contos. Espero que curta, Stella 🙂
      Eu achei FN envolvente. É uma espécie de imersão, né? rs
      Beijos

      • Stella disse:

        Comprei exatamente a edição da Cosac Naify que você mostrou no vídeo uma vez. Achei muito linda. 😀
        Ainda não comecei a ler porque estou lendo ‘1Q84’, mas está entre os primeiros da fila! rs E você já começou a ler o ‘Strange Library’? É bem louco, mas bem legal também. Uma leitura super rápida.

  6. Juliana disse:

    Nossa, fiquei muito curiosa com esse livro depois da sua resenha!
    Apesar de estar com um pouco de medo da parte de terror, porque também sou muito medrosa hehe
    Também não gosto muito de finais abertos, prefiro que seja contado direitinho o que aconteceu…se bem que como ela dá duas opções já é melhor porque dá um foco para a nossa imaginação.
    Mas mesmo com esses “poréns” que você falou, parece ser um livro bem diferente e interessante 😀
    Beijos, Duda!

  7. Oi Duda… Esse livro já estava na minha wishlist e estava louca para ver sua resenha, mas confesso que fiquei um pouco apreensiva em relação a essa leitura… não me agrada muito livros em que o final fica a critério do leitor…. Bjo

  8. Oi Duda!

    É a primeira vez que ouço falar nesse livro, adorei os detalhes da edição, acho que esse algo a mais é um atrativo que realmente acrescenta vida à narrativa e devo confessar que sou apaixonada pelos títulos publicados pela Intrínseca, esse parece ser mais do que especial.

    Eu sou fã de livros de suspense de um modo geral e muitas vezes me decepciono com o desfecho de algumas obras, então a expectativa de ler uma história com muitos personagens e elementos que se entrelaçam perfeitamente me enche de felicidade literária. Adorei conhecer esse novo objeto de desejo.

    Bjs!

  9. Olá! Amo thrillers e estava super animada por esse livro, achei a capa linda *-*
    E que diagramação! Linda, linda!
    Adoro a forma como resenhas, acho que mostra perfeitamente quais expectativas devemos ou podemos criar…
    Gostei dos elementos envolvidos (gosto de ler sobre o lado negro da força rsrs). Não sei se gosto da ideia de acabar sem acabar, recentemente li algo asassim e ainda estou me recuperando.
    Mais uma excelente resenha!

  10. Eu também sou medroso pra coisas de terror kkk apesar desse livro ter me deixado curioso. Geralmente gosto de finais em aberto, foi um dos únicos que gostou do final da série lost rs

  11. Gostei muito dos seus comentários, sempre sinceros. O livro deixa que você construa suposição que são desconstruídas pela autora. Muito interessante. E as fotos levam você a tirar conclusões que nem sempre são as da autora. Gostei.

  12. Nessa disse:

    Oi Duda
    Agora que comecei a ler livros de terror, ano passado eu li Nosferatu publicado pela Arqueiro e eu curti muito.
    Este livro parece interessante, e suas ressalvas me deixaram realmente com vontade de ler.
    Nossa, se vc sentiu medo de ler à noite é porque o livro é bom.
    Adoreii a resenha e o vídeo.

    Beijos

  13. Adorei a premissa do livro, apesar de alguns deslizes cometidos pela autora e, claro, da questão da revisão. Mas, mesmo assim, a história me prendeu e quero conhecer esta narrativa. Parabéns pela resenha. Um abraço,

    Ilmara

  14. Oi, Duda!

    Eu estou babando por esse livro desde que vc mostrou no instagram, mas não sabia a história até assistir ao vídeo. Parece muito legal, mas eu tb não teria coragem de ler a noite (nessa mesma fila também tem “Três” e “Misery” haha)
    Torcendo para ganhar o sorteio o/ haha

    Beijos
    PS: vc não imagina minha emoção quando vc me seguiu de volta no insta, acompanho seu canal faz muuuuito tempo e acho vc super divertida 😀

  15. Oi Duda!!
    Desde que vc postou a foto do livro no seu instagram eu tava doida pra saber sua opinião sobre ele! Eu to querendo muito desde que li a sinopse mas queria uma fonte confiável de que o livro realmente vale a pena 🙂 Fiquei mais feliz ainda que vc lançou um sorteio valendo um exemplar, espero muito ser a sortuda da vez!
    Beijos e parabéns pelo blog, to sempre de olho nas suas redes sociais e te acho uma das melhores blogueiras literárias da atualidade 🙂

  16. Rodrigo Viny disse:

    Participando \o/ Adorei sua resenha em vídeo 😉

  17. Eu sou apaixonada por tramas cheias de reviravoltas e com vários caminhos investigativos a seguir. “Filme Noturno”, em especial, me chamou atenção por causa da sugestividade do seu título e acredito que nesse quesito ele não deixou a desejar, já que além de ter uma diagramação especial, ainda traz todos esses mistérios para o leitor. De verdade, estou louca para ler esse livro. Espero que ele consiga alcançar as minhas expectativas mesmo com um final em aberto (coisa que eu não gosto nenhum pouco).
    Beijos!

  18. David Galan disse:

    Desejo esse livro desde o lançamento internacional, quando a editora anunciou o lançamento aqui não poderia ficar mais feliz.
    Sua resenha atiçou ainda mais minha vontade de ler, sou completamente viciado em thrillers e livros de terror, quando isso se une em uma trama só com certeza irei gostar.
    Achei genial essa ideia de mesclar imagens e recortes com o enredo, me lembrou um pouco Asylum ou outros livros de terror que usam desse recurso muito bem.
    Usando uma linguagem relativamente simples, com um mistério bem desenvolvido e recheado de pistas e coisas sobrenaturais achei válido o final aberto com duas explicações, para maiores conclusões preciso ler e quero fazer isso logo!

  19. Camila disse:

    Ao contrário de muita gente eu até que gosto de finais abertos, acho que da ao leitor maior liberdade sei lá hahaha
    Eu já tinha escutado muitas blogueiras falando bem desse livro também, então estou bem curiosa para lê-lo.
    A única coisa que acho q não vou gostar tanto vão ser das partes mais assustadoras (tbm sou um pouco medrosa hahaha)
    ps: e que capa é essa? Muito linda e diferente

  20. Ingrid Sodré disse:

    Uau! Que delícia esse livro parece ser. Eu adoro thrillers mais voltados para o terror, ainda mais quando se trata de histórias investigativas, então me interessei pelo livro logo de cara! O enredo parece ser bem estruturado. Acredito que trata-se de uma leitura incrível, apesar de não ter te satisfeito por completo.

  21. Julia G disse:

    Oi Duda, eu pedi esse livro para a Editora também, estou curiosa, apesar de ficar com o pé atrás quanto ao enredo. Espero gostar, não sou uma leitura tão assídua de livros de suspense, então acho que posso ser cativada mais fácil;

    Beijinhos

  22. Duda,

    Assim como você, amo Thriller e sempre pego dicas aqui no seu blog. Esse livro entrou na minha wish list assim que vi no seu video de livros novos. E agora que vi o video da resenha, preciso de um exemplar logo!! hahahahahahaha

  23. Erivelton disse:

    Há alguns meses atrás vi diversos “reviews” positivos de booktubers estrangeiros sobre esse livro, que acabei achando interessante, mas não ao ponto de realmente desejar comprá-lo. Porém, agora assistindo ao seu ‘review’ confesso que despertou a vontade de lê-lo. Gosto muito da forma como você expõe suas opiniões sobre os livros que lê. Parabéns!

  24. Natalia Prado disse:

    Ai, Duda, agora estou em dúvida se leio ou não rsrs #medo

  25. Amei a resenha, agora to louco pra ler esse livro!

  26. Oi, Duda!
    Gosto do gênero meio terror e meio suspense, talves terei um pouco de medo de ler o livro antes de dormir!! Rsrsrs
    O final desta trama, que tem que escolher qual o seu final, é o que tem de melhor!! 🙂

  27. Já tava com a maior vontade de ler esse livro, depois da sua resenha fiquei com mais vontade ainda. Louca pra comprar e começar a ler logo

  28. Vitoria disse:

    Oi Eduarda adorei a resenha, li o livro no incio do ano e amei ele para mim ele e perfeito.Tb fiquei chatiada no incio pelo final, mais depois acabei aceitando o primeiro final, de um modo estranho e depois de toda a investigação ele(o primeiro final) parecia o mais certo.
    Ps: tb amei a doida da Nora e o Haopper, mais queria muito que ele fala-se o que vio no quarto.

  29. thayna ta disse:

    Olá Eduarda, tudo bom?
    Então, vi muitos elogios desde o lançamento do livro. Gostei logo de início por ser um thriller. A investigação é ainda um ponto a mais. Por ser narrado em primeira pessoa, deve ser ainda mais positivo pois a gente parece entrar na história.
    Eu adorei a edição do livro e espero poder conhecer.
    Abraços.

  30. Nossa só pela resenha eu já fiquei com vontade de ler o livro! Gosto deste clima de suspense misturado com terror em que a gente fica na expectativa do que vai acontecer!! Acho este novo acontecimento, o assassinato de Ashley, vai ajudar Scott McGrath a recuperar a credibilidade e tb acho que ela vai conseguir chegar até o assassino!!

    mariedossanttos@hotmail.com

  31. Janine disse:

    Estou muito ansiosa pra ler esse livro. Só falta ele. Kkkk’ 😀

  32. Júlio Cesar disse:

    quero muito esse livro *-*

  33. Valdilene disse:

    Estou curiosa sobre esse livro, a questão da diagramação, fotos. Parece com os livros lançados pela Darkside Duda?

    • Eduarda Menezes disse:

      Não exatamente, Valdilene. No quesito de ser ilustrado, sim. Mas a diagramação traz textos que fazem parte do livro, então é apenas um livro com uma diagramação legal, como muitos outros, de várias editoras, uma delas a Darkside.

  34. Dani Gomes disse:

    Oi Duda,

    Vi esse livro nos canais gringos e havia me interessado bastante. Fiquei impressionada com a qualidade da diagramação, que me empolgou bastante, mas agora minhas expectativas baixaram, o que é ótimo!!! Gostei de saber que apesar do livro ser denso e ter muitas páginas, a leitura não é arrastada.
    Fiquei super interessada em ler o livro e já está na minha wishlist.
    Bjs

  35. Shadai Vieira disse:

    Trama macabra muito boa essa, só fiquei com medo da enorme quantidade de páginas!
    E achei bem interessante os recortes de jornais e sites, deram um algo bem diferente ao livro.

  36. Yago disse:

    É muito complicado para mim ver as suas resenhas de livros.. eu quero comprar todos! hahah Por sua causa eu fiquei doido e comprei vááários livros da Agatha Christie e, com certeza, não me arrependi!
    Eu tô namorando Filme Noturno há um tempo, mas não encontrei muitas resenhas assim e a sua, mais uma vez, me incentivou a ler. Essa questão do final que você comentou me é muito familiar. Eu gosto bastante de Stephen King e seus livros normalmente “não tem final”, não sei se você já leu O Cemitério, é excelente e o final fica em aberto, mas é um dos meus livros favoritos ainda assim.
    Enfim, excelente resenha como sempre!
    (acho que esse meu comentário foi bem ~fuga ao tema~ hahah)

    • Eduarda Menezes disse:

      Obrigada, Yago! Fico feliz em saber que as dicas estão sendo proveitosas haha 🙂
      Não é que eu não goste de finais em aberto, até mencionei no vídeo que alguns até me agradam, mas nesse caso, que a investigação se estendeu tanto e foi tão repleta de pistas, é meio frustrante não saber com certeza o que aconteceu, entende? rs Pelo menos eu sei que é uma dentre duas opções. Alguns autores deixam tanta coisa no ar que nem isso hehe
      Não li Cemitério do King, mas já li alguns outros dele e, até agora, o único que o final ficou em aberto foi Celular (que gosto muito).
      E o seu comentário foi dentro do tema sim =)

  37. Nossa, fiquei com muita vontade de ler o livro, parece ser o estilo que eu gosto. Porém não acho que eu vá ficar com medo, porque já li alguns do Stephen King que eram de terror e bom, não rolou hahahaha A única coisa que me deixou meio receosa foi a questão do final em aberto, dependendo do livro não combina muito bem, e também não sei se combina comigo, mas enfim, vou participar do sorteio, vai que eu dê a sorte!

    Amo suas resenhas, normalmente saio daqui indo direto para o Skoob para adicionar mais livros hahaha

    Roberta Krutzmann | http://www.apenasumtrecho.com

  38. George Araujo disse:

    Oi Duda! Tudo ótimo?

    Nada como ler uma resenha antes de querer descartar um livro dos “desejados”. Pela capa eu pensei que era um livro sobre como fazer filmes, ou algo assim. Mas agora, advinha, estou com vontade de tê-lo entre minhas leituras.
    Achei interessante esse enleamento entre a vida real e os filmes do investigado. Já na parte de alguns relatos serem novelescos, não seria proposital? Afinal, sempre tem aquele pessoal que adora criar uma história de pescador, aumentando tudo. Também não curto muito finais em aberto. Se o autor tem o poder de me guiar por onde quer durante as páginas, que me guia até o fim!

    Enfim, parabéns pela resenha Duda!
    Beijos!

    (P.S: sabe como faço para que apareça minha foto nos comentários? Gosto do avatar, mas queria dar a cara a tapa rS’)

    • Eduarda Menezes disse:

      Obrigada, George!
      Não é nem que eu não curta finais em aberto, mas esse, especificamente, eu queria algo mais fechado, pela curiosidade que o livro incita no leitor desde o começo, sabe? Mas enfim hehe
      Para aparecer a fotinha é só você criar um Gravatar 😉 https://en.gravatar.com/
      Beijos!

  39. Amei a resenha.
    A capa do livro é muito linda e a diagramação parece ser espetacular.
    Amo tudo que tenha a ver com filmes de terro (exceto o Chucky kkkkkkkk)
    Também sou ligada em enigmas e mistérios

  40. Isis disse:

    Fiquei muito curiosa pq estou em uma fase de gostar de thrillers, mas fiquei com medo dessa parte de terror, sou medrosa demais rsrs

  41. Já faz um tempo que eu ando de olho nesse livro! Mas, não sabia desse lado mais voltado ao terror dele, achei que era só um thriller.
    É bem diferente dos livros que eu costumo ler, e isso me deixou mais curiosa ainda para lê-lo!
    Sobre o final aberto me deixou com um pé atrás… eu li A Volta do Parafuso que você menciona no vídeo e não sei se o que me deixou mais revoltada com ele foi o final aberto ou a prepotência da protagonista…
    Enfim, adorei a resenha e só aumentou minha vontade de ler Filme Noturno!

  42. esse filme parece bastante interessante gostaria de ganhar

  43. Gosto muito de tramas que envolvem investigação, mistérios e elementos sobrenaturais, logo acredito que vou apreciar muitíssimo esse livro.
    E, se ele conseguir me intrigar logo nas primeiras páginas, é bem possível que eu não consiga largá-lo até desvendar todos os seus segredos (mas poucos livros conseguem fazer isso comigo, hoje em dia).
    Não gostei de saber que o final é deixado em aberto. Gosto de dar meus palpites ao longo do enredo e, no final do mesmo, saber o quanto eu estava com a razão, ou não.
    jaque_borchardt@hotmail.com

  44. Pamela disse:

    Boa noite! Estou muito feliz por ter sido sorteada…respondi seu e-mail hoje pela manhã!!! Obrigada!! Bjuss!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *