MENU

by • junho 27, 2015 • ResenhasComments (5)2865

[Resenha] Mortalha para uma enfermeira, de P. D. James

Publicado em em 1971, Mortalha para uma enfermeira traz uma atmosfera lúgubre e sombria ao relatar o assassinato de estudantes na escola de enfermagem Nightingale House. O livro é o quarto volume protagonizado pelo detetive Adam Dalgliesh, inspetor da Scotland Yard, mas funciona de forma totalmente independente, podendo ser lido separadamente se o leitor assim desejar.

Mortalha para uma enfermeiraA trama traz o tipo de ambientação gostosa dos antigos romances policiais. Interrogatórios, uma lista crescente de suspeitos, poucos álibis e possíveis motivações, complementado por um cenário noturno em que o palco é um antigo casarão vitoriano. Todos os elementos contribuem para a criação do clima de mistério e são descritos harmoniosamente com uma boa escolha de palavras.

O inspetor não é apresentado logo de cara e demora um pouco a aparecer na história, oferecendo o tempo necessário ao leitor para se familiarizar com os personagens do casarão e conhecê-los por nome. Tenho uma predileção por suspenses focados na análise de personalidades, quando o detetive elabora hipóteses de acordo com as impressões obtidas durante entrevistas com suspeitos (legado de Agatha Christie) e achei a investigação bem interessante.

Elaborei várias hipóteses ao longo do livro que não se mostraram corretas (e por estranho que pareça, gosto quando isso acontece). Contudo, é o tipo de enredo em que o leitor necessita de informações adicionais que só são passadas quando a leitura está bem avançada, sendo impossível adivinhar com antecedência alguns fatos pregressos de extrema importância para a solução do crime. Uma vez que tal informação é inserida tornou-se bem lógico deduzir o que aconteceu.

O livro é o sucessor de Causas nada naturais e minha segunda experiência com os thrillers da P. D. James. Apesar de ser uma leitora iniciante da autora, estou gostando horrores das ambientações que ela criava, o tipo de cenário soturno em que o assassino pode estar à espreita e ninguém está a salvo de ser a próxima vítima. Perfeito para ler em noites frias, embaixo do cobertor, tomando café ou chocolate quente.

Título original: Shroud for a Nightingale
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 360
Ano: 1971 (esta edição: 2011)
Gênero: Thriller/Romance policial
[rating: 4/5]
Cedido em parceria com a Cia. das Letras

Related Posts

5 Responses to [Resenha] Mortalha para uma enfermeira, de P. D. James

  1. Hum…parece bom! Vou ler!!!

  2. Leila Maciel disse:

    Ai Deus, leio essas resenhas sobre os livros de P.D.James e me dá uma vontade louca de sair correndo pra livraria mais próxima, comprar o livro e lê-lo imediatamente. Mesmo tendo uma pilha enorme de coisas pra ler da faculdade e tendo também outra pilha pra ler de livros por prazer kkkkkk. Vou colocá-lo na minha listinha que de “inha” não tem nada…

    • Eduarda Menezes disse:

      Foi assim que eu fiquei quando li a sinopse desse livro, louca pra ler kkkkk Os livros dela têm um clima muito bom!
      Espero que goste 😀

  3. Dani disse:

    Adoro livros de suspense, Agatha Christie contribuiu muito para que eu gostasse de ler, preciso ir atras dos livros deste autor porque já prevejo que vou gostar muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *